Formalizações crescem mais de 30% no primeiro bimestre

Em Sergipe, mais de 1,2 mil pessoas registraram-se como empreendedores individuais

Aracaju – O registro de empreendedores individuais (EI) em Sergipe nos dois primeiros meses de 2012 foi 30,4% maior do no mesmo período do ano passado. Ao todo, 1.278 pessoas regularizaram suas atividades e garantiram, assim, benefícios como cobertura previdenciária.

A informação foi divulgada pelo Sebrae em Sergipe, com base em dados da Receita Federal. Para se registrar como EI, é preciso realizar uma das 471 atividades incluídas no programa do governo federal, como costureira, adestrador de animais e fotógrafo, e faturar até R$ 60 mil por ano.

A despesa com impostos e contribuições da categoria é simplificada e fica em, no máximo, R$ 36,00 por mês. Com isso, os trabalhadores obtem o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), o que permite emitir notas fiscais, ter acesso facilitado a serviços bancários e participar de licitações.

De acordo com o superintendente do Sebrae em Sergipe, Lauro Vasconcelos, apesar dos bons resultados o órgão continuará o trabalho para regularizar ainda mais empreendedores. “Temos como objetivo oferecer as condições necessárias para que cada vez mais sergipanos deixem a informalidade. A nossa meta é, até o final do ano, cadastrar oito mil EI”, anunciou.

O processo de formalização pode ser realizado por meio deste endereço eletrônico, em qualquer um dos 70 escritórios de contabilidade no estado que optaram pelo Simples Nacional ou nas unidades do Sebrae em Aracaju, Estância, Nossa Senhora da Glória, Própriá e Lagarto.