Esta startup estará por trás das suas contas de Uber

Curitibana EBANX começará a processar pagamentos para a gigante de mobilidade Uber na América Latina

Se você realizou alguma compra no comércio eletrônico chinês AliExpress, tem uma assinatura no serviço de streaming musical Spotify ou alugou um apartamento pelo site Airbnb, provavelmente usou serviços da startup curitibana EBANX sem saber. A processadora de pagamentos transfronteiriços, ou cross-border, atenderá outro serviço internacional muito usado pelos brasileiros: as corridas de automóvel da gigante de mobilidade urbana Uber.

O EBANX processará pagamentos via transferência bancária ou voucher para o Uber na América Latina, incluindo o Brasil. “A parceria estabelece um novo marco para o EBANX em crescimento e expansão contínuos”, afirmou em comunicado Henrik Nilsmo, diretor comercial da processadora de pagamentos.

Os primeiros testes de integração já estão sendo realizados e fazem parte do Uber Pay, ecossistema financeiro do Uber que se assemelha cada vez mais a uma carteira digital, ou e-wallet. A cidade de São Paulo, vale lembrar, é a cidade com mais corridas pelo Uber no mundo. São mais de 22 milhões de usuários brasileiros do aplicativo em 100 cidades.

Curitiba, Brasil e todo o mundo

Os empreendedores Alphonse Voigt, João Del Valle e Wagner Ruiz se uniram para fundar o EBANX em 2012, depois de pesquisas próprias estimarem que o tamanho do mercado de pagamentos em sites de outros países no Brasil se situaria entre cinco bilhões e sete bilhões de dólares ao ano, crescendo com a expansão do comércio eletrônico. A maior inspiração veio do serviço de pagamentos online PayPal.

Voigt, Ruiz e Del Valle, na sede do Ebanx

Voigt, Ruiz e Del Valle, na sede do Ebanx (Ito Cornelsen/EXAME)

O EBANX começou sua expansão pela América Latina em 2016. Por meio da startup curitibana, sites internacionais aceitam mais de 100 opções de pagamentos locais dos oito países nos quais o EBANX possui operações — Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, México e Peru. A processadora de pagamentos tem o trabalho de entender os sistemas financeiros de cada país e oferecer uma plataforma integrada aos clientes. 

Mais de 50 milhões de consumidores latino-americanos acessam produtos e serviços de mais de 1.000 empresas transfronteiriças, como AliExpress, Wish, Pipedrive, Airbnb e Spotify. O AliExpress, inclusive, abriu uma loja física experimental em parceria com o EBANX. Além da oferta de processamento cross-border, a processadora de pagamentos passou a oferecer seu serviço para empresas brasileiras, que apenas precisam de uma plataforma melhor para administrar entradas e saídas. Debaixo dos radares, a startup curitibana pula de país a país — e continua a crescer.