Empresas apostam em clientes que querem fugir da folia

Segundo levantamento do Sebrae em Mato Grosso do Sul, 70% dos empresários da capital esperam faturar mais nesse período

Campo Grande – Falta pouco mais de uma semana para o início do Carnaval – época de folia para algumas pessoas e oportunidade de descanso para outras. Em 2013, segundo sondagem do Sebrae em Mato Grosso do Sul, 70% dos empresários da capital, proprietários de hotéis fazenda, casas noturnas, bares, colônias de férias e parques aquáticos, esperam aumentar o faturamento.

São empreendimentos que têm como estratégia atrair justamente o público que prefere estar bem longe dos blocos de rua, dos salões carnavalescos e das escolas de samba. São opções que variam de R$ 25 a R$ 110, dependendo do local e dos pacotes de serviços escolhidos.

“Temos várias reservas de clientes que querem fugir da loucura da cidade e relaxar. A expectativa é que trabalhemos na capacidade máxima, de 150 pessoas, no domingo e na segunda-feira. O fato de ser começo de mês e a maioria ter acabado de receber o salário ajuda bastante”, destaca Margareth Mello, proprietária da Fazenda Pontal das Águas.

O visitante passa o dia na propriedade, usufruindo do lazer que vai desde piscina, futebol e pesca esportiva na lagoa até atividades do dia a dia da fazenda, como a ordenha de vacas. Outros atrativos como trilha ecológica e banho de cachoeira podem ser contratados na hora. Segundo a proprietária, com o Carnaval surgiu uma oportunidade dentro do negócio, que ainda está sendo avaliada pela equipe. “De cada dez pessoas que ligam, oito desejam dormir aqui; serviço que ainda não está disponível. Mas, já estamos estudando para, a partir do próximo ano, oferecer essa opção”.


Vanda Ferreira, que junto com o marido administra a Fazenda Dom Fernando, também tem a expectativa de fechar negócio para o período. Ainda há vagas para aqueles que desejam acampar com a família e os amigos em meio à natureza. “Trabalhamos com um mínimo de 40 e máximo de 200 pessoas. Recebemos desde grupos de igrejas até artistas que preferem retiro para criar, ensaiar”, afirma. O espaço possui trilha à beira rio, ambiente em meio à vegetação para confraternizações, além de galpão para eventos.

A noite de Campo Grande também terá alternativas para quem não for cair folia. “Queremos aproveitar quem preferiu ficar na cidade e não foi para o interior”, ressalta Andrea Chaves, assessora de eventos de duas casas noturnas na capital. O primeiro estabelecimento (Lendas Pub), voltado ao público aficionado por rock, abrirá normalmente de quarta a domingo. Já o Cabaret de La Musique, casa noturna destinada ao som eletrônico, funcionará na segunda, véspera de feriado.

Preparo

Segundo Ellen Doreto, técnica do Sebrae em Mato Grosso do Sul, os empreendedores precisam estar preparados para as oportunidades geradas no período. Controle do estoque de acordo com a expectativa de público, para evitar a perda de produtos perecíveis, e planejamento diante do aumento dos serviços, para que o cliente seja atendido com qualidade e satisfação, são algumas das dicas da especialista.

“Pergunte o que cada um gostaria que fosse diferente durante estes dias de Carnaval. Depois, analise as respostas e, caso surjam ideias interessantes e viáveis, busque colocá-las em prática”, conclui.