Empresa bate meta e leva funcionários para Disney, Buenos Aires e Rio

Negócio de consultoria em segurança dos alimentos encontrou uma forma inusitada de motivar seus funcionários: uma corrida para o sucesso

Dar regalias inesperadas aos funcionários parece uma atitude apenas das startups. Mas a Betel, negócio que não poderia ser mais tradicional, provou que a estratégia pode servir para toda empresa que almeja melhores resultados. A consultoria em segurança de alimentos para bares, hotéis, restaurantes e supermercados localizada no Grande ABC (São Paulo) cresceu acima do esperado ao divulgar que seus funcionários mais dedicados ganhariam viagens.

A empresa, criada em 1996, atende clientes como a rede de supermercados Makro. Hoje, possui 108 funcionários espalhados pelo país. “Sempre acreditei que as pessoas precisam vestir a camisa da empresa para que ela tenha sucesso, e para isso é preciso premiá-las”, conta Letícia Faria, diretora há 12 anos da consultoria.

Em dezembro de 2017, a Betel desenhou um programa que estimulasse funcionários que se dedicassem mais ao negócio. No início de 2018, apresentou a “Corrida das Estrelas”: cada funcionário tinha de cumprir metas relacionadas à sua área e quem chegasse primeiro ao resultado desejado seria recompensado. Alguns exemplos de meta são obtenção de novos clientes e nota de auditoria e de supervisão de processos.

Escritório da Betel Escritório da Betel

Escritório da Betel (Betel/Divulgação)

O primeiro lugar da “Corrida das Estrelas” ganharia uma viagem à Disney de Orlando (Estados Unidos); o segundo iria a Buenos Aires (Argentina); e o terceiro lugar poderia escolher qualquer destino brasileiro. As viagens incluem passagem e hospedagem e duram sete dias.

A meta da Betel era crescer 50% em 2018, mas aumentou suas receitas em 60%. A meta proposta foi batida em outubro. Em 2017, a consultoria em segurança de alimentos havia crescido 30%. No final do processo, todos os funcionários receberam uma avaliação de desempenho (feedback), incluindo sua posição na “Corrida das Estrelas”.

No evento de final de ano da Betel, realizado em São Paulo, os funcionários tiveram uma surpresa: toda a empresa ganhou um vale viagem de final de semana para o Rio de Janeiro. Os primeiros colocados também receberão essa viagem. Todos esses passeios poderão ser realizada durante um ano, geralmente tirados nas férias de cada funcionário.

“O investimento total com essas viagens não passou de 100 mil reais. Nosso crescimento adicional superou o valor que investimos, então consideramos que a ação foi um sucesso”, afirma a diretora.

Próximos passos

A Betel planeja repetir a “Corrida das Estrelas” em 2019 para crescer 100%. “As pessoas viram o resultado e já começaram este ano mais motivadas e dispostas a competir”, diz Faria. “Acredito que todas as empresas precisam disso, não apenas as startups. Quem trata o funcionário como peça verá uma queda de desempenho fatal”. Outra empresa que fez uma ação similar foi a startup de atendimento Octadesk.

Veja também

A duplicação do crescimento deve ser alavancada por uma expansão internacional da Betel. O negócio abriu uma filial em Portugal no começo deste ano e pretende ir para a Espanha e para a França. O aumento nos serviços deve ser acompanhado de uma duplicação da equipe em 2019. É bom os funcionários irem arrumando as malas.