Ele lavava carros e morava de favor – hoje fatura R$ 1,6 milhão

Empreendedor começou sem nenhum dinheiro para investir e hoje tem uma franquia com 42 unidades.

São Paulo – Sempre que aparece aquela preguiça de trabalhar, o empreendedor Anderson Macena recorre a uma foto do banheiro de sua antiga “casa”: uma funilaria em São Bernardo do Campo onde ele trabalhava e vivia de favor nos anos 1990. E foi nessa situação extrema que Macena iniciou o seu negócio – a Top Spa Car, uma franquia de lava-rápidos adaptados para concessionárias que em 2016 faturou 1,6 milhão de reais.

“Eu morava e trabalhava nessa funilaria e o proprietário tinha um terreno que ele não usava. Pedi então para usar aquele espaço para fazer limpeza de carros e ele topou”, conta Macena. Foi o início do negócio.

Pouco tempo depois, um representante de uma seguradora pediu para instalar no lava-rápido um ponto de coleta de baterias de celular. O que seria apenas fato corriqueiro acabou mudando a vida do empreendedor. Isso porque a mesma seguradora depois indicou Macena para um serviço importante: lavar e higienizar alguns carros atingidos por uma enchente na região. “Mas eu precisaria ir até a concessionaria, porque os carros não podiam ser deslocados até o lava-rápido”, lembra o empreendedor.

Terminado o serviço, Macena tinha uma ideia de negócio: por que não oferecer serviços de lava-rápido dentro das concessionárias? Ele fez a proposta para o dono da concessionária, que aceitou fazer uma experiência – Macena não pagaria aluguel nem despesas como água e luz, em troca dividiria seus ganhos com a concessionária.

A parceria deu certo e hoje a Top Spa Car é uma franquia presente em 42 concessionárias localizadas em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Mato Grosso e Pará.

Sem almoço grátis

Para Macena, esse é um dos grandes diferenciais do seu negócio: o franqueado não tem custos fixos com aluguel do espaço e energia. O modelo funciona pela divisão dos ganhos –30% fica com a concessionária e 70% fica com o empreendedor. Além disso, por atuar em concessionárias, os franqueados em geral não precisam trabalhar aos finais de semana, uma grande vantagem quando se fala em franquias.

Porém, isso não quer dizer que as concessionárias fazem um favor ao franqueado, pelo contrário. “Antigamente era fácil vender carro. Hoje isso mudou, as margens diminuíram e agora estão migrando para o pós-venda. Não existe almoço grátis. Somos uma solução para um problema que eles têm”, afirma.

Para ajudar na solução desse problema, hoje a Top Spa Car não oferece apenas a lavagem do carro, mas sim diversos serviços de limpeza e estética automotiva, com custos que podem ir a 2 mil reais. Alguns serviços novos são o acarômetro e a biohigienização, modalidade que deixa o veículo livre de bactérias, fungos e ácaros.

Lava-rápido de luxo

Outro ponto positivo em relação a um lava-rápido comum são os processos desenvolvidos. “Quando você vai num lava-rápido comum, daqueles de posto de gasolina, não existe um processo. E na concessionária da Toyota, por exemplo, eu tenho 11 minutos pra entregar um carro limpo e aspirado. Por isso comecei a desenvolver tecnologia”, conta.

“No mundo inteiro, lavar carros é um subemprego. Eu já fui lavador e tenho orgulho de dizer que estamos mudando o mercado. A pessoa que vai ao lava-rápido muitas vezes encontra aquela molecada de chinelo, o cliente tem que esperar de pé, num lugar desconfortável, formam-se filas. Vi nisso uma oportunidade muito grande e a parceria com as concessionárias serviu como uma luva, porque foi uma oportunidade de fazer o serviço sem ter custos como o de aluguel”, afirma.

O empreendedor interessado em investir na marca deve estar preparado para desembolsar entre 60 mil e 230 mil reais para o investimento inicial, a depender do modelo de franquia escolhido. O faturamento médio mensal é de 25 mil a 180 mil reais e o lucro é de 30% desse valor. Um dos planos da franquia agora é expandir para o exterior. E novembro, a Top Spa Car deve inaugurar seu escritório em Miami. Para 2017, a expectativa é faturar 3,8 milhões de reais.

Veja também
Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Hummmm… Será mesmo isso tudo? Cheiro de reportagem patrocinada.

    1. Everton Andrade

      Pensei o mesmo.

  2. Estou há exatamente 1 ano aguardando um ponto dessa franquia… Fica aqui meu alerta para os desavisados.