É uma boa ideia usar o FGTS para comprar uma franquia?

Será que vale colocar o seu dinheiro num negócio como este?

É uma boa ideia usar o FGTS para comprar uma franquia?

Um enorme bombardeio da imprensa acabou provocando esta onda de aplicar recursos do FGTS em negócios e em especial franquias. Mas vamos lá, dois fatos e uma conclusão:

Fato 1

Aproximadamente 3 milhões trabalhadores encontraram em 5,4 milhões de contas inativas um saldo médio de R$730,00.

Nem pense em franquia, mesmo para aqueles pouquíssimos que encontraram um teto limitado de R$3.500,00, vá ao cinema, assista um bom filme acompanhado de um balde de pipocas que é muito, mas muito mais divertido.

Fato 2

Utilizar um recurso, qualquer que seja sua origem, para comprar uma franquia é como querer um carro, mas o dinheiro só dá para uma charrete e, sem o cavalo. Certamente você não vai comprar a charrete, espero!

A conclusão

Jamais invista em um negócio ou mesmo numa franquia calibrado pela quantidade de recursos que você tem.

Primeiro busque uma franquia com a qual você se identifica, pois ela deverá exigir muito envolvimento seu.

Se o recurso que você tem disponível (pouco importa a origem, o FGTS como aqui exemplificado) não for o adequado, busque a diferença passando a “sacolinha” na família, com amigos e para todos aqueles que você acredita terem algum recurso disponível para lhe emprestar ou mesmo investirem com você.

A garantia que você oferecerá para obter estes recursos estará no brilho de seus olhos e na empolgação que você apresentar, falando de como está motivado para montar o negócio e sobre toda a cuidadosa avaliação que fez.

Nesta conversa com investidores caseiros explique detalhadamente qual foi sua experiência em conversar com pelo menos quatro franqueados que já operam há algum tempo a mesma franquia.

Marcus Rizzo é sócio- fundador da consultoria Rizzo Franchise.

Envie suas dúvidas sobre franquias para pme-exame@abril.com.br.

Veja também