Competição premia startup com mentoring na Flórida

Startup Open, que recebe inscrições até o dia 15, vai premiar o melhor negócio iniciante com conselhos de Michael DeLazzer, da Redbox, uma das maiores empresas de aluguel de vídeos do mundo

São Paulo – Quem abriu uma empresa a partir de 22 de novembro do ano passado ou pretende começar um negócio até 20 de novembro deste ano pode participar do Startup Open, uma premiação internacional que vai identificar os 50 negócios mais promissores do mundo. A iniciativa faz parte da Semana Global de Empreendedorismo.

“Estamos buscando exemplos de empreendedores que em pouco tempo construíram uma empresa”, explica Juliano Seabra, diretor de Educação e Políticas Públicas da Endeavor, instituição que lidera a competição no Brasil.

Depois de preencher um formulário no site do Startup Open, os candidatos devem aguardar a avaliação de um comitê internacional de jurados que vai escolher 50 finalistas até o dia 15 de outubro. “Escolhidas pelo mundo todo, essas empresas vão receber um feedback dos jurados e terão a chance de mexer e melhorar os formulários para a avaliação final”, conta Seabra.

Após esse refinamento, os vencedores serão conhecidos durante a Semana Global de Empreendedorismo, que acontece entre 14 e 20 de novembro. Podem participar empresas dos 104 países que fazem parte da semana.

Entre os critérios considerados para chegar aos vencedores, o júri vai avaliar a solidez do conceito de negócio, o quanto o empreendedor entende do mercado e dos rumos da empresa e as projeções de crescimento. “Os critérios de avaliação são basicamente os que a Endeavor busca nos seus empreendedores mas em uma escala menor”, diz.

Os prêmios incluem um ano de mentoring com Michael DeLazzer, sócio-fundador da Redbox, uma das maiores empresas de aluguel de vídeos do mundo, em sua casa na ilha Marco, na Flórida. Outros finalistas serão escolhidos para participar do Congresso da Semana Global do Empreendedorismo em março de 2012 em Liverpool, na Inglaterra, e também do Startup Chile, um programa governamental que atrai startups para o país com investimentos de 40 mil dólares.

Segundo Seabra, no ano passado a competição contou com menos países. “Neste ano, esperamos uma boa participação brasileira. O Brasil está entre os três países que mais acessam o site da premiação”, explica. De acordo com o diretor da Endeavor, esta é uma excelente oportunidade para as empresas se mostrarem como exemplos e gerarem credibilidade para o negócio.