Como se dedicar a um emprego e a um negócio?

É comum encontrar empreendedores que conciliam as duas atividades quando o negócio ainda está no plano das ideias, diz especialista

Como se dedicar a um emprego e a um negócio?
Respondido por Marcio de Oliveira Santos Filho, especialista em empreendedorismo

A maioria dos negócios próprios exige a máxima atenção e comprometimento do fundador. Raras exceções conseguem dividir o foco e a liderança entre um emprego e um negócio em fase operacional.

Se o negócio ainda está no plano das ideias, é comum encontrar empreendedores que conciliam as duas atividades, mas podem ter certeza de que em algum momento especifico o empreendedor vai perceber que será preciso mergulhar totalmente no seu empreendimento para fazer o negócio acontecer e gerar resultado.

Nota-se que grandes empresas de sucesso como Google, Microsoft, IBM, Dell, Facebook, Buscapé, entre outras, tiveram ao longo de sua trajetória, absoluta atenção e foco de seu time central de executivos e fundadores.

Esse comprometimento com o negócio é um dos fatores centrais para que um projeto ou uma ideia torne-se uma empresa de valor. É preciso “respirar” o negócio no dia a dia para entender o que o cliente final deseja, qual será a grande inovação que colocará sua empresa a frente da concorrência e como seus colaboradores estão pensando.

Fazer tudo ao mesmo tempo é não fazer nada direito, pois a qualidade do trabalho será totalmente questionável, além de ser um claro sinal de falta de comprometimento, aumentando exponencialmente as chances de insucesso.

No mercado de capital semente, em que parte dessas empresas nascentes buscam apoio, a conexão entre o empreendedor e o negócio é essencial para o investidor, por conta disso é comum encontrar fundos que exigem a presença do empreendedor com dedicação exclusiva.

Se você está pensando em empreender pela metade, nem comece. É possível alimentar a criatividade e as ideias sobre um possível negócio próprio, mesmo dedicando-se a um emprego, mas no momento que estiver pronto para tirar a ideia do papel, mergulhe totalmente.


Marcio de Oliveira Santos Filho
é associado da Inseed Investimentos e coordenador do Desafio Brasil.

Envie suas dúvidas sobre empreendedorismo para examecanalpme@abril.com.br