Como montar o time ideal da sua startup

Especialistas afirmam que é essencial um programador de software e um profissional especializado em marketing

São Paulo – Formar uma equipe pode parecer uma das tarefas mais fáceis ao iniciar um negócio, mas é essencial avaliar quais profissionais são decisivos para se tornarem sócios da empresa. “A regra básica é: sempre procure alguém que complemente você”, explica Cassio Spina, investidor e presidente da associação Anjos do Brasil.

É comum que as pequenas empresas atraiam talentos oferecendo participação no negócio, mas, antes de distribuir ações, é importante saber quais profissionais será indispensáveis para a empresa. Habilidades comportamentais são essenciais para que a equipe trabalhe em harmonia.

Por isso, para Luisa Ribeiro, CEO da aceleradora Papaya Ventures, independente da formação, os profissionais precisam ser flexíveis. “Muitas vezes o time tem necessidade de mudar o modelo de negócios completamente e é preciso praticar o desapego com a própria empresa”, explica.

Além disso, uma equipe muito introvertida pode ser um problema em situações como encontros com potenciais investidores-anjos ou durante entrevistas com usuários. “Pelo menos uma pessoa da equipe tem que ser expansiva”, completa Luisa. Com a ajuda de especialistas, EXAME.com elaborou uma lista de profissionais que, cedo ou tarde, o seu negócio vai demandar. 

1. Finanças

No caso de startups, Luisa afirma que é importante que na equipe tenha, pelo menos, um profissional com boa noção de finanças. “Apesar de serem startups, elas também são empresas”, diz. Para Andre Diamand, investidor da VentureOne, na fase inicial é possível sobreviver sem um profissional especializado em finanças ou administração de empresas. Mas, em algum momento será necessária a contratação de um auxílio financeiro e jurídico para garantir que a empresa tenha os documentos em dia e não fique no vermelho.


2. Programação

O conhecimento técnico de programadores ou desenvolvedores de softwares é um pré-requisito para quem almeja montar uma startup. Diamand conta que para a construção e desenvolvimento do produto, nesse caso, não seria viável terceirizar o serviço. Para Luisa, é essencial o engajamento da equipe com esse profissional, principalmente do designer, pois garantirá que a experiência do usuário com o produto seja a melhor possível.

3. Marketing

Na fase inicial de uma startup, desenvolver o produto é uma das principais preocupações dos empreendedores. “Mas você precisa entregar o produto e encantar o usuário”, afirma Diamand. E, para isso, o conhecimento de um profissional de marketing ajuda no momento de vender tanto para futuros parceiros quanto para colaboradores. Dependendo do tipo de negócio, Spina ressalta que profissionais de logística são indispensáveis, o que acontece em lojas virtuais.

4. Designer

Luisa afirma que hoje é importante ter na equipe um designer. “A experiência precisa ser legal para quem está usando”, explica. A estética de um aplicativo de um celular, por exemplo, é o trabalho em conjunto do desenvolvedor e do designer. Diamand explica que, nesse caso, o designer precisa ser especializado em experiência do usuário.