Como conseguir dinheiro para a sua startup

Empreendedores afirmam que é preciso fazer uma boa pesquisa de mercado e estar preparado para conversar com investidores

São Paulo – Muitos empreendedores precisam de um investimento para fazer a sua startup crescer. “O primeiro passo é entender quais são os tipos de capital que ele pode conseguir para a empresa dele. Para bater na porta certa, pois não adianta pedir investimento para a pessoa errada”, afirma Cassio Spina, investidor-anjo e diretor da associação Anjos do Brasil.

“Não adianta levar pra um investidor uma ideia para resolver um problema se não houver, pelo menos, um plano de monetização”, diz Antonio Amuy, CEO da Wetake2you.

Fabio Seixas, do Camiseteria, conta que antes do lançamento oficial da empresa, ele criou uma pré-venda promocional. Os amigos podiam comprar um cd com a apresentação do projeto da empresa e que dava direito a cinco camisas. 

“Essa forma de levantar capital, que eu chamo de financiamento criativo, é boa porque não comprometeu o início da empresa com bancos, e também por não precisar dar em troca uma porcentagem da empresa, como no caso de investimento-anjo. Isso deu a liberdade de crescermos sem estar atrelado a qualquer dívida. Mesmo em uma quantidade menor, também conseguimos testar se o nosso produto se adequava ao mercado”, diz Seixas. 

“O empreendedor não deve buscar só o dinheiro, ele tem buscar uma pessoa que o ajude no negocio”, recomenda André Macedo, CEO da startup ZeroPaper. Veja outras dicas para quem está em busca de um investimento. 

1. Pesquise sobre os tipos de capital

Os empreendedores precisam avaliar que tipo de ajuda financeira a startup precisa. “Tem alguns casos que as empresas precisam de capital de giro e a melhor forma seria recorrer ao banco, por exemplo. Conhecer bem o seu negócio é importante”, afirma Spina. 

Dependendo do estágio e da maturação da startup, o investimento pode vir de um fundo de capital semente, de um private equity ou de uma venture capital.


2. Organize a sua empresa

Ter os documentos da sua startup alinhados pode ser uma vantagem para quem deseja crescer mais rápido. Macedo explica que quando uma empresa já recebeu investimento-anjo e deseja receber capital semente, é preciso estar preparado para passar por uma auditoria.

“A empresa tem que estar bem organizada, tem que ter aplicado bem o capital do anjo, toda a parte fiscal, contábil, jurídica tem que estar alinhada. É preciso ter maturidade empresarial”, afirma. 

3. Faça uma boa pesquisa de mercado

Para atrair a atenção de investidores, não basta ter uma boa ideia.  Mesmo com um produto já validado, é importante ter em mãos uma pesquisa sobre quem são os seus concorrentes, ter informações sobre os clientes, entre outros. 

4. Prepare o pitch

É preciso aproveitar as oportunidades durante encontros com investidores e ter uma breve apresentação sobre a startup pronta. “Não é fazer uma apresentação enorme, é preciso ter um pitch bem estruturado e conciso. Com os pontos chaves, a oportunidade de mercado e por que ele precisa do dinheiro”, afirma Spina.

Para Amuy, é fundamental buscar processos reais do que fará com cada real captado. E dentro do seu pitch para o investidor, deixar claro como isso aconteceria no seu negócio.