Como agir quando um investidor procura sua startup?

Com o mercado aquecido, mais gente tem ido atrás de empreendedores para investir

Como agir quando um investidor procura sua startup?
Respondido por Yuri Gitahy, especialista em startups

A atenção recente às startups no Brasil faz com que mais e mais pessoas queiram conhecer sobre investimento de risco e, por isso, muitos empreendedores passam a receber contatos de pretensos investidores-anjo. Os próprios fundos de investimento têm feito uma prospecção mais ativa, procurando conversar com o máximo possível de startups para conhecer bem o mercado.

Antes de tudo, é preciso lembrar que o Brasil ainda não tem um mercado consolidado de investidores em capital de risco, portanto nem sempre é possível determinar a experiência, histórico e reputação da pessoa que se auto-afirma um investidor. A resposta mais segura nesse ponto é “obrigado pelo interesse no nosso projeto. Você pode nos contar um pouco mais sobre os outros investimentos que realizou?”.

Com essa resposta, é possível pesquisar notícias, recomendações no LinkedIn e entender melhor sobre o portfolio do investidor. Se você entendeu o que é smart money, sabe que não adianta trazer dinheiro se o investidor não puder agregar muito networking, gestão e conhecimento do setor. Para piorar, muitas pessoas propõem acordos ruins para os empreendedores – e isso acontece mais por inexperiência do que por má fé.

Após entender melhor a estratégia do investidor, agradeça aos que não são interessantes e passe a dosar o tempo e esforço que você dedica aos que podem dar certo. Antes de negociar uma proposta concreta, investidores costumam pedir muitas informações, planilhas e documentos, o que toma o tempo do empreendedor que deveria ser dedicado ao crescimento da empresa. Mesmo que seja muito motivador conhecer um investidor interessado no seu projeto, jamais deixe o entusiasmo pelo aporte desviar seu foco do que realmente importa.

O que é uma startup?

 

Yuri Gitahy é investidor-anjo, conselheiro de empresas de tecnologia e fundador da Aceleradora, que apoia startups com gestão e capital semente

Envie suas dúvidas sobre startups para examecanalpme@abril.com.br.