Com R$ 50 mil, startup faz celular virar máquina de cartão

São Paulo – Transformar o celular em um meio de pagamento não é algo novo. Há várias empresas no mundo tentando fazer com que o smartphone se transforme em uma máquina de cartão de crédito. Uma das mais badaladas, a startup Square, serviu de inspiração para o dentista brasileiro Márcio Campos.

Com dificuldades para aceitar cartões no seu consultório, ele criou a VitalCred, hoje, conhecida como PagPop.  A empresa usa um dispositivo que transforma o celular em uma máquina de passar cartões de crédito, com foco em profissionais liberais e microempreendedores.

Hoje, a empresa afirma ter 15 mil credenciados no Brasil. A receita vem de uma mensalidade para usar o produto e de antecipação de recebíveis. O investimento para tirar a ideia do papel foi de 50 mil reais, mas a empresa recebeu apoio da aceleradora carioca 21212. “Estamos ainda fechando a rodada com investidores estrangeiros”, conta Campos.