Com R$ 30 mil, jovens criam site que compara preços de frete

A empresa recebeu aporte de um investidor-anjo e do Fundo SC, gerido pela FIR/BZ Plan

São Paulo – A startup Axado ajuda a comparar preços de fretes de produtos e escolher a melhor opção para transportar algo. No ar desde janeiro, a empresa foi fundada pelos empreendedores Guilherme Reitz, 27 anos, e Leandro Baptista, 26 anos, que investiram 30 mil reais no negócio. Os dois são formados em administração de empresas e já criaram outro negócio juntos, a Metta Atacadista.

Foi por uma dificuldade nesta empresa que surgiu a Axado. “Trabalhando na outra empresa tínhamos que gastar horas cotando o transporte de um mesmo produto com várias transportadoras. Surgiu a ideia de desenvolver uma ferramenta que resolvesse esse problema”, explicam.

Além de comparar preços, o usuário consegue, em alguns casos, contratar o serviço diretamente no site. “O foco é em pessoas físicas em busca de alternativas aos Correios, micro e pequenas empresas sem acordo com grandes transportadoras, e pequenos e médios portais de e-commerce”, contam os sócios. A receita vem de uma taxa cobrada dos fretes contratados pelo site.

A empresa recebeu aporte de um investidor-anjo e do Fundo SC, gerido pela FIR/BZ Plan. No exterior, empresas como a Freightquote e a FreightCenter prestam serviços parecidos.