Brazil at Silicon Valley e Google buscam startups para competir nos EUA

As 15 empresas selecionadas se apresentarão durante o evento organizado por estudantes brasileiros na Califórnia; as inscrições vão até 14 de fevereiro

O Brazil at Silicon Valley, evento criado por estudantes brasileiros das universidades norte-americanas de Stanford e Berkeley, está com inscrições abertas para a competição “Startup Battle”. Os organizadores vão selecionar 15 empresas iniciantes, que fizeram no máximo uma rodada de investimento série A, para se apresentar a uma banca de especialistas na conferência.

As empresas selecionadas serão julgadas por um comitê composto por membros do Google for Startups Brasil e de empresas de Venture Capital que estarão no evento. Os nomes exatos ainda serão definidos, mas fundos como Valor Capital Group (Loft, Gympass, Stone) e SoftBank (QuintoAndar, Creditas, Loggi), têm lugar garantido no júri. 

As duas startups que forem melhor avaliadas poderão participar, no segundo semestre de 2020, do programa de aceleração do Google, o Google for Startups Accelerator. O programa já ajudou mais de 60 startups brasileiras, entre elas os unicórnios Nubankk, Loggi e QuintoAndar. 

“Abrimos espaço para os vencedores do Startup Battle no Google for Startups Accelerator no Brasil por acreditar que podemos ajudar essas startups a avançarem suas soluções e adoção de tecnologias em seus produtos”, explica Andre Barrence, diretor do Google for Startups.

Como participar

A conferência acontecerá nos dias 30 e 31 de março em Mountain View, na Califórnia. As startups interessadas podem se inscrever no site do evento até o dia 14 de fevereiro. Para participar, é preciso responder um questionário e gravar um vídeo de cinco minutos defendendo a participação de sua empresa na competição. Os resultados serão divulgados no final do mês, no dia 22. 

O comitê de seleção das startups informou que está buscando empresas que tenham grande potencial para gerar impacto social e econômico no mercado brasileiro. Por isso, eles dão preferência a startups que atuam em temas diretamente ligados à conferência, como saúde, finanças, vendas, agronegócio e educação. 

“Acreditamos que o momento é muito oportuno para soluções focadas em gerar impacto social, principalmente com a crescente demanda da sociedade por produtos mais inclusivos e sustentáveis”, escrevem os organizadores. 

O evento, que teve sua primeira edição em 2019, tem como objetivo conectar o Brasil ao Vale do Silício, para tentar transformar o futuro do país com tecnologia e inovação. Este ano, a conferência vai debater três grandes temas: Ecossistemas de Inovação; Indústrias em Transformação; e Impacto Social – caminhos viáveis para a redução da desigualdade no Brasil por meio da educação, da saúde e do empreendedorismo.

Estão confirmados como palestrantes Dara Khosrowshahi, presidente da Uber; Luciano Huck, apresentador brasileiro; Luiza Trajano, presidente do conselho do Magazine Luiza; Jorge Paulo Lemann, cofundador da 3G Capital; e Hugo Barra, vice-presidente de realidade virtual do Facebook.