Amazon oferece soluções de baixo custo às startups

Evangelista da Amazon, José Papo, diz que empresas nascentes no Brasil devem seguir o conceito de pensamento enxuto

São Paulo – A Amazon chegou recentemente ao Brasil e já está de olho nas startups brasileiras. Para José Papo, evangelista técnico da companhia, a mesma revolução de startups que aconteceu nos Estados Unidos acontecerá também no Brasil, por isso, a disposição da gigante da web em entrar no mercado brasileiro.

A função dele é ser a ponte entre a empresa e as comunidades de desenvolvedores, profissionais de tecnologia da informação (TI), clientes e parceiros em relação às soluções de cloud computing (computação em nuvem) e storage (armazenamento) que a companhia oferece.

Em palestra no Like a Boss, estande do Sebrae na Campus Party 2012, na quinta-feira à noite, Papo recomendou que os empreendedores digitais adotem a metodologia “Lean startup”. Trata-se da aplicação do “pensamento enxuto” ao empreendedorismo. Ele explica que a empresa iniciante precisa identificar o problema cuja solução pretende vender e testá-lo com os usuários, validar a sua importância.

Depois disso, deve verificar se existe clientela suficiente para a sustentabilidade financeira do negócio. Por último, executar o projeto e colocar o produto no mercado. Segundo ele, “a Amazon cobra US$ 0,17 por um gigabyte, mas para testar uma ideia é possível obter 5 gigabytes de graça no site da empresa”.

O empresário Bruno Barazzutti, criador da startup Spleeps, de Santa Catarina, disse que a programação de palestras do Sebrae na Campus Party está de “altíssima” qualidade. Ele ouviu as recomendações do evangelista da Amazon e disse que “todas as pessoas que de alguma forma eu admiro à distância estão participando do evento do Sebrae. A vantagem é estar no meio de um público seleto, de no máximo 25 pessoas, onde você consegue interagir com o palestrante, fazendo perguntas e trocando experiências”. Barazutti participa de pelo menos uma palestra por dia no Like a Boss.


Ao explicar a atuação da Amazon, José Papo disse que a empresa se destaca por oferecer escalabilidade aos clientes. Em outras palavras, a gigante tem capacidade para, em datas como Natal ou Páscoa, por exemplo, ligar dezenas ou centenas de servidores para atender à demanda do cliente. “Passado esse pico, você pode desligar esses computadores e pagar apenas pelas horas que utilizou”, diz Papo.

Ele lembrou o exemplo de uma empresa americana que tinha 50 servidores e depois de uma ação de marketing na internet, precisou ampliar em três dias para 50 mil máquinas. “Que empresa de host no Brasil consegue dar essa escalabilidade tão rapidamente?”, questionou.

A Amazon tem centenas de milhares de clientes em mais de 190 países e detém 65% do mercado mundial de cloud computing com negócios como e-commerce, jogos, mídias sociais, vídeos e fotos e softwares de serviços. Segundo o evangelista, a companhia possui 750 bilhões de objetos armazenados e sem nunca registrar uma perda sequer. “É uma mais certificadas do mundo em termos de segurança”, afirma.

Junto com o portal Mercado Livre e com o Conecte Seu Negócio, programa do Google em parceria com o Sebrae que ajuda micro e pequenas empresas a criar uma presença online, a Amazon apoia a premiação do reality show do Sebrae sobre empreendedorismo, uma das atrações da Campus Party.