Alezzia contrata estagiário demitido por machismo

A empresa de móveis ficou conhecida por expor uma modelo vestindo trajes de banho para promover cadeiras, bancos e cabides

Assumir uma postura machista pode ser um grande problema para muitas marcas, menos uma: Alezzia.

A empresa de móveis que ficou conhecida por expor uma modelo vestindo trajes de banho para promover cadeiras, bancos e cabides, reforçou seu posicionamento com a contratação do estagiário da Cantareira Construtora e Imobiliária de Maringá (PR), demitido por publicar conteúdos machistas no Facebook.

Gabriel Vaz escrevia em seu perfil frases como “Procurando alguma feminista para ajudar a descarregar… Direitos iguais até chegar a carga de cimento”. Os posts são ilustrados com imagens clicadas no horário de seu expediente, em obras realizadas pela Cantareira.

Post Alezzia

(Facebook/Reprodução)

Ao saber destas publicações, a Construtora desenvolveu uma nota de pronunciamento em que anunciou que despreza qualquer “incitação de ódio e preconceito”, e demitiu o funcionário.

Apenas sete horas depois, a incansável Alezzia escreveu em solidariedade ao recém-desempregado.

O jovem, alinhado com as diretrizes da marca, soube da oportunidade e, claro, topou. Agora, Gabriel partirá para um estágio de verão de 30 dias na empresa famosa por valorizar homens misóginos e a objetificação das mulheres.

Post Gabriel Vaz

(Facebook/Reprodução)

O que você acha da postura da marca? Vale tudo pelo buzz?

Este conteúdo foi originalmente publicado pelo site AdNews.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Wellington Tavares de Oliveira

    Alezzia: a empresa feita pra quem não teme falar a verdade e construir coisas boas de verdade 😎

    1. Lucas F. Nascimento

      A verdade tem muitas faces, dependendo do interesse de cada um. E duvido que uma empresa que contrata deliberadamente um cara que posta esse tipo de lixo faça algo que preste.

    2. Pelo contrário Lucas, Alezzia desenha e fábrica os melhores móveis em aço inox do Brasil e se bobear América latina. Desculpa desancar seu discurso segregador de bosta que você aprendeu com seu professor socialista de merda.

  2. Wellington Tavares de Oliveira

    Kkkkkkk o cara não postava nenhuma mentira. Cadê uma feminista na hora de descarregar o caminhão de cimento? Tem não cara. Mais fácil um homem aprender a fazer crochê que uma feminista carregar uma saca.

    1. Alexandre Guilhermino

      A ignorar e o mal desse século no Brasil. As feminista não pegam peso porque elas mandam nos homens para que o façam o que elas querem. Kkkkkkkkkk

  3. Ta faltando materia pra essa midia. Mi mi mizenta

  4. André de Souza

    Alezzia, nunca ouvi falar sobre vocês. Mas em menos de 5 minutos ganharam meu respeito. Também penso como vocês, não vi nada de mais nos posts do estagiário. E muito menos estes mostravam a empresa onde ele trabalhava. Acho que esse mundo ficou muito mimimi, não se pode falar mais nada sobre nada que alguma entidade sobre isso vai falar um monte. Se não existir, criam uma só para atormentar.

    PS.: E por favor, deem um aumento ao responsável pela contratação do garoto. Foi um marketing excelente para aparecerem nas redes sociais e portais de notícias a dinheiro de pinga.

  5. Bruno Maia Giordano

    O jornalista que escreve um texto desses, usa tantos espantalhos e generalizaçoes que eu me pergunto a quem ele quer enganar. Por que aqui, nao conseguiu a ningu´em.
    http://www.popliberal.com.br/2017/02/como-os-jornais-mentem-pra-voce.html

  6. as feministas podem xingar, podem falar, fazer barulho, etc… enfiar cruz no anus, xingar todo mundo, cuspir em padres… mas falou pra elas carregar um saco de cimento ficam ofendidinhas? ohhh

    quem nao é feministo é misogino? facista? racista, e todos aqueles rotulos toscos?

    ai, o sr. “Redação ADnews” se é que vc é alguem, se apresente… seja homem ou mulher… deixe seu esquerdismo de lado, e fale apenas a matéria, a noticia, sua opiniao diga apenas se alguem perguntar.

    O bom jornalismo vai agradecer.

    1. Jerry Wendel

      Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk te amo Alezzia

  7. Não tem nada de machista aí. Em nenhuma das partes. Isso é tudo choro de gente mal amada

  8. OMG….a direção dessa empresa Alezzia insiste nessa postura ignorante, curta, ultrapassada e o mais incrível é o perfil da turma que a defende. Uma pena perceber que a globalização ao invés de democratizar o conhecimento, propaga a ignorância e a reafirma, afinal ser raso é sempre mais fácil. Enfim…a matéria está ótima. E afff para o resto.

    1. Rui Ferreira

      A matéria está um lixo e ainda ofende a constituição federal, já que essa condiciona a manifestação do pensamento à proibição do anonimato, ao passo que a pessoa que escreveu essa propaganda feminista ridícula não teve nem honra o suficiente para assinar o texo. Já, você, considerando que não gosta de conteúdo raso e que propague a ignorância, o que acha de dar uma lida nos comentários feitos por feministas nas páginas dedicadas a elas em redes sociais? Ali certamente é a fonte onde qualquer pessoa pode encontrar todo tipo de ignorância e vazio intelectual.

  9. Rodrigo Martins

    SOMOS TODOS ALEZZIA

  10. Kaíque Tadeu

    Parabéns para a Alezzia! Mostra que este esquerdismo de meia pataca não atinge empresas consistentes!

    1. Karolyna Maia

      Kaíque Tadeu o que tem haver esquerdismo com isso? O cara é um chato que estava recalcado com alguma coisa é fica postando mimimi na internet parecendo mulherzinha.

  11. Lucas F. Nascimento

    Não vejo os defensores da marca e do rapaz tentando explicar o porquê da insistência dele em publicar posts ofensivos. Ele não argumentou contra feministas! Só publicou coisas idiotas e expôs a própria ignorância. Com ele, essa tal empresa aí e quem o apoia. Todos se merecem.

  12. Jerry Wendel

    Alezzia, te amo. Essa outra empresa que defende assassinato de bebês deve ser extinta.

  13. Parabéns Alezzia ! Por mais que a reportagem queira manchar a imagrm de sua empresa com rótulos vazios, foi totalmente estúpida a demissão do jovrm. Machismo não é crime, zoeira não é crime e infelizmente nem idiotice é crime heheheh Logo, acredito na liberdade de expressão e também no realismo. A frase do garoto não inspira nada além de risos, mas infelizmente existe uma ideologia esquerdista que deforma as percepções das pessoas e da mídia. Gosto da Alezzia por ser bem humorada e valorizar a beleza da mulher que encata aos homens de verdade desde a Ilíada, primeiro escrito da literatura ocidental.

  14. Júlio Machado

    Midia nojenta, kkkk eu acho até graça, vocês são patéticos,. Quer dizer que machismo não pode( concordo) mas feminismo(discordo) pode ? Há vão se fuder esquerdistas, vocês vocês e sua luta de classe de merda. Alezzia, melhor empresaaa!!! Kkk

  15. “Agora, Gabriel partirá para um estágio de verão de 30 dias na empresa famosa por valorizar homens misóginos e a objetificação das mulheres.”

    Me impressiona a habilidade dos jornalistas de hoje em transformar notícia em editorial de uma linha para outra.

  16. Louhane Gonçalves

    “Objetificação das mulheres” 😴
    Meu corpo, minhas regras so vale pra balançar os peitos no carnaval.
    Matéria tendenciosa cmo smpre.
    Parabéns a Alezzia.

  17. Eduardo Lyra

    “Feminismo não é o contrário de machismo!”
    Mas se você discordar do feminismo você é machista… Se não apoiar algum argumento feminista, é machista também…

  18. Eduardo Cristian

    Tá difícil pra mídia perceber q esse discurso socialista está em baixa.. quase acabando.. duvida ?? Olhe os comentários.. Alezzia.. mais uma vez tem Meu respeito.

  19. Marcelo Lobo

    Exame está muito ideológica e está matéria é puro feminismo extremista: acusando a empresa com esta frase: “homens misóginos e a objetificação das mulheres”.

  20. Samara Fernandes

    Não sou feminista, mas ainda sim acho uma generalização ignorante pensar que nenhuma mulher carregaria as sacas. Esse é o problema das maiorias da polêmicas, a generalização.

  21. Vainer Martins Reis

    Exame.com agride liberdade de livre iniciativa empresarial ao publicar matéria anônima criticando atitude da empresa Alezzia, mas não esperava a reação dos internautas que aos poucos estão aprendendo a não se submeter aos critérios ditados pela grande mídia. Sinal que, ao contrário do que afirmam, atitudes como as da Alezzia são um sucesso.