Alezzia contrata estagiário demitido por machismo

A empresa de móveis ficou conhecida por expor uma modelo vestindo trajes de banho para promover cadeiras, bancos e cabides

Assumir uma postura machista pode ser um grande problema para muitas marcas, menos uma: Alezzia.

A empresa de móveis que ficou conhecida por expor uma modelo vestindo trajes de banho para promover cadeiras, bancos e cabides, reforçou seu posicionamento com a contratação do estagiário da Cantareira Construtora e Imobiliária de Maringá (PR), demitido por publicar conteúdos machistas no Facebook.

Gabriel Vaz escrevia em seu perfil frases como “Procurando alguma feminista para ajudar a descarregar… Direitos iguais até chegar a carga de cimento”. Os posts são ilustrados com imagens clicadas no horário de seu expediente, em obras realizadas pela Cantareira.

Post Alezzia

 (Facebook/Reprodução)

Ao saber destas publicações, a Construtora desenvolveu uma nota de pronunciamento em que anunciou que despreza qualquer “incitação de ódio e preconceito”, e demitiu o funcionário.

Apenas sete horas depois, a incansável Alezzia escreveu em solidariedade ao recém-desempregado.

O jovem, alinhado com as diretrizes da marca, soube da oportunidade e, claro, topou. Agora, Gabriel partirá para um estágio de verão de 30 dias na empresa famosa por valorizar homens misóginos e a objetificação das mulheres.

Post Gabriel Vaz

 (Facebook/Reprodução)

O que você acha da postura da marca? Vale tudo pelo buzz?

Este conteúdo foi originalmente publicado pelo site AdNews.