7 lojas colaborativas para abrir seu negócio a partir de R$ 120

Conceito se espalha por diversas cidades do país. Veja quanto custa expor seus produtos nestas lojas

São Paulo – Micro e pequenos empreendedores que vendem produtos autorais não precisam, necessariamente, apenas ter uma lojinha virtual em marketplaces ou participar de feiras e eventos periódicos para expor sua marca. É possível também pagar um aluguel mensal para deixá-la exposta em lojas colaborativas.

O conceito já se espalha por diversas cidades do país, como São Paulo, Santo André, Brasília, Porto Alegre e Salvador, e é uma opção para quem não tem dinheiro e nem estoque suficiente de produtos para manter uma loja física.

Veja também

Por ter custos compartilhados entre os empreendedores, que dividem o espaço e a gestora da loja, o aluguel sai mais em conta – a partir de 120 reais. O valor varia conforme o tamanho do espaço e também a visibilidade que proporciona, e pode chegar a 1.500 reais.

Além do aluguel, os empreendedores pagam uma taxa de administração, que custa em média entre 15% e 20%, que serve para pagar gastos com marketing, meios de pagamento e vendedores. Geralmente, as lojas têm uma curadoria, que seleciona os produtos mais criativos, inovadores e de qualidade. Algumas têm ainda espaços de convivência, como bares, cafés e jogos para atrair o público, onde realizam eventos.

Veja abaixo como expor em sete lojas colaborativas espalhadas por cinco cidades do país:

Somos, loja colaborativa em Salvador Somos, loja colaborativa em Salvador

Somos, loja colaborativa em Salvador (Somos/Divulgação)

Somos Coletivo Criativo

O que vende: Ímãs de geladeira, chaveiros, roupas, acessórios, sapatos, tabacaria, decoração criativa, luminárias, móveis, mochilas, azulejos decorativos, plaquinhas, vinis, comidinhas, bebidas, bolsas, pantufas, quadros, acessórios para pets, moda infantil, óculos, santos estilizados, fotografias, entre outros
Endereço: Av. Tancredo Neves, Shopping da Bahia, 2° piso – Salvador – Bahia
Inauguração: Outubro de 2016
Aluguel mensal: De R$ 300 a R$ 1.500 (araras, prateleiras, paredes e nichos)
Tempo mínimo de contrato: 2 meses
Metas de lucro: Não tem
Taxa de administração: 15%
Fila de espera: 527 marcas inscritas
Número de espaços: 100
Curadoria: Marcas inovadoras, originais, criativas e que tenham produtos de qualidade e que não concorram com outras marcas da loja
Opções e facilidades de pagamento: Dinheiro ou cartões de credito e débito. Parcelamento de duas a cinco vezes no cartão de crédito
Vendedores: 6
Estrutura de marketing: Redes sociais com 15 mil seguidores. Realiza periodicamente eventos musicais e culturais no espaço; tem parceria com teatro, produtores e artistas; utiliza mídias internas no shopping; e realiza promoções de acordo com as campanhas do shopping e de cada marca.
Espaço de convivência: Sinuca, jogos eletrônicos, jogos de tabuleiro, palco e um café-bar que vende produtos artesanais.

Endossa, loja colaborativa em São Paulo Endossa, loja colaborativa em São Paulo

Endossa, loja colaborativa em São Paulo (Endossa/Divulgação)

Endossa

O que vende: Moda, acessórios, óculos, objetos de decoração, almofadas, entre outros produtos
Endereços: 4 lojas em São Paulo (Rua Augusta, Centro Cultural São Paulo, Rua Fradique Coutinho e Galeria Metrópole) e 2 lojas em Brasília (Asa Sul e Asa Norte)
Inauguração: Março de 2008
Aluguel mensal: De R$ 140 (caixa 25 x 60cm na loja Metrópole) a R$ 900 (caixa 2.00 x 1.25m na loja Augusta)
Tempo mínimo de contrato: 3 meses na entrada, renovável mês a mês
Metas de venda: Varia de 1 vez a até 5 vezes o valor do aluguel do espaço, de acordo com a maturidade de cada loja
Taxa de administração: 19% a 28%
Fila de espera: Por ordem de entrada, organizada por loja e por espaço
Número de boxes: 84 a 210 espaços
Curadoria: Feita pelas escolhas do público. Todas as marcas precisam alcançar uma meta de vendas “endosso”. Quem não atinge essa meta libera o espaço para uma nova marca da lista de espera
Opções e facilidades de pagamento: aceita todos os cartões de crédito e parcela compras em até três vezes
Vendedores: Cada loja tem sua própria equipe, que já está inclusa no valor do aluguel
Estrutura de marketing: Divulgação em redes sociais e eventos
Espaço de convivência: Não tem

Cool Lab, loja colaborativa em Santo André (SP) Cool Lab, loja colaborativa em Santo André (SP)

Cool Lab, loja colaborativa em Santo André (SP) (Cool Lab/Divulgação)

Cool lab

O que vende: Produtos de moda, arte e design
Endereço: Av. Pe. Manoel da Nóbrega, 382 – Bairro Jardim – Santo André – SP
Inauguração: Maio de 2016
Aluguel mensal: De R$ 200 (box de 45 X 41 cm) até R$ 550 (box de 210 X 188 cm)
Tempo mínimo de contrato: 1 mês
Metas de lucro: Não tem
Taxa de administração: 20%
Fila de espera: 1 mês a 1 ano, dependendo do espaço
Número de espaços: 80
Curadoria: Tem profissionais capacitados para fazer a curadoria das marcas
Opções e facilidades de pagamento: Dinheiro, cartão de débito e crédito. Parcela compras acima de R$ 150 em duas vezes
Vendedores: 2
Estrutura de marketing: Agência para redes sociais
Espaço de convivência: Cafeteria, cozinha e coworking.

Virada Verde, loja colaborativa em Brasília Virada Verde, loja colaborativa em Brasília

Virada Verde, loja colaborativa em Brasília (Virada Verde/Divulgação)

Lojinha da Virada Verde

O que vende: Produtos autorais e/ou sustentáveis, artesanato local e brechó
Endereço: CLSW 301 Bloco B Loja 64 – Ed. Av. Shopping – Setor Sudoeste – Brasília
Inauguração: Maio de 2016
Aluguel mensal: De R$ 200 a R$ 500
Tempo mínimo de contrato: 1 mês
Metas de lucro: Não estipulamos metas de lucro para o expositor
Taxa de administração: 20%
Fila de espera: Entre 15 dias a 2 meses
Número de espaços: Flexível e varia de acordo com o produto do expositor
Curadoria: Só aceita produtos autorais e/ou relacionados a sustentabilidade
Opções e facilidades de pagamento: Dinheiro, débito e crédito. Compras acima de R$ 150 são parceladas em duas vezes e acima de R$ 300 em três vezes
Vendedores: 1 por turno
Estrutura de marketing: Facebook, Instagram, Google Adwords, sites, parcerias e divulgação em eventos e anúncios
Espaço de convivência: Não tem

Arte à Parte, loja colaborativa em Porto Alegre Arte à Parte, loja colaborativa em Porto Alegre

Arte à Parte, loja colaborativa em Porto Alegre (Arte à Parte/Divulgação)

Arte à Parte

O que vende: Produtos artesanais
Endereço: Rua. Coronel Bordini, 231 – Moinhos de Vento – Porto Alegre (RS)
Inauguração: Dezembro de 2012
Aluguel mensal: De R$ 120 (box 20 x 20 x 50cm) a R$ 280 (box 55 x 55 x 50cm)
Tempo mínimo de contrato: 6 meses
Metas de lucro: três vezes o valor da locação do box
Taxa de administração: 30% no valor da venda
Fila de espera: Não há
Número de box: 80
Curadoria: Produtos artesanais
Opções e facilidades de pagamento: Cartão de crédito, cartão de débito ou 5% de desconto à vista
Vendedores: 1
Estrutura de marketing: Redes sociais
Espaço de convivência: Tem salas para aulas de tricô, crochê, bordados, patchwork e oficinas diversas.

Cada Qual loja colaborativa Cada Qual loja colaborativa

Cada Qual loja colaborativa (Cada Qual/Divulgação)

Cada Qual

O que vende: Roupas,acessórios, calçados, artesanatos, artigos infantis e produtos de pet-shop e sex-shop.
Endereço: Av. Paulista 1015 – São Paulo.
Inauguração: 2010.
Aluguel mensal: De R$ 300 (25 x 60 cm) a R$ 800 (1,95 x 60 cm).
Tempo mínimo de contrato: 3 meses.
Metas de lucro: Não tem.
Taxa de administração: 20%.
Fila de espera: Até três meses.
Número de box: 150.
Curadoria: Não permite produtos perecíveis.
Opções e facilidades de pagamento: Parcelamento em duas vezes para compras acima de R$ 200 e e três vezes para compras acima de R$ 300
Vendedores: Tem equipe própria.
Estrutura de marketing: Tem equipe que mantém a comunicação visual da marca e seu conceito.
Espaço de convivência: Não tem

Nós, loja colaborativa Nós, loja colaborativa

Nós, loja colaborativa (Nós/Divulgação)

Nós Mercado Coletivo

O que vende: Moda (feminina, masculina, infantil, plus size e praia), arte, decoração (quadros e terrários), acessórios, joias, bolsas e sapatos
Endereço: Shopping Iguatemi Brasília – Piso Térreo Loja 44
Inauguração: Abril de 2016
Aluguel mensal: De R$ 350 (caixotes) a R$ 1.050 (painéis e araras)
Tempo mínimo de contrato: 3 meses
Metas de lucro: 100 mil por mês
Taxa de administração: 22%
Fila de espera: Até 3 meses
Número de espaços: 80
Curadoria: Aceita apenas produtos autorais e não comercializa alimentos
Opções e facilidades de pagamentos: Dinheiro (5% de desconto), cartões de débito e cartões de crédito. Parcelamento em duas vezes (compras a partir de R$ 200) e em três vezes (compras a partir de R$ 300)
Vendedores: 4
Estrutura de marketing: site, Facebook, Instagram e na loja (banners adesivação, totens, carcelas e aplicativos)
Espaço de convivência: Sofá, frigobar à disposição do nosso cliente (com bebidas e petiscos) e livros que o cliente pode levar para casa sem custo, deixando um outro livro na loja.