7 ideias para criar uma empresa em casa com até 10 mil reais

Prós são conhecidos, mas muitos romantizam a rotina de ter um negócio em casa. Se você está disposto a encarar o desafio, veja sugestões de empreendimentos

Montar um negócio é cada vez mais visto como opção de carreira, seja buscando um alívio ao desemprego ou um complemento à renda principal. Cerca de 52 milhões de brasileiros estão à frente de um empreendimento ou possuem tal sonho — e boa parte deles começaram ou começarão em casa.

É uma escolha recomendável, afirma Ana Fontes, criadora da Rede Mulher Empreendedora (RME). “Use o mínimo possível de recursos financeiros no começo e descubra se as pessoas de fato pagariam por sua ideia de negócio antes de dar o próximo passo.”

Os prós são conhecidos. Sem ponto comercial e sem o tempo de deslocamento, o investimento inicial é menor e a flexibilização da jornada de trabalho é facilitada — por isso, elencamos abaixo algumas ideias de empreendimento que pedem até 10 mil reais de capital.

Porém, é preciso disciplina para fazer a empresa dar certo. “As pessoas romantizam a rotina de ter um negócio em casa. É preciso se manter firme enquanto a família chama e a campainha toca.”

Está disposto a encarar o desafio? Veja, a seguir, sete ideias para criar uma empresa em casa com até 10 mil reais:

1 — Alimentação

 (Foto/Thinkstock)

O setor de alimentação é uma opção conhecida de quem quer empreender em casa: caso você tenha uma boa mão na cozinha e treine o atendimento e a captação de clientes, é possível preparar e revender de marmitas a quitutes de festa.

Porém, não é tão fácil quanto parece: a data de validade é um desafio para empreendedores do ramo. É preciso vender depressa e se preocupar com questões de higiene e vigilância sanitária. “Existe uma certa responsabilidade caso um cliente passe mal com sua comida”, alerta Fontes.

2 — Artesanato e customização

Artesanato

 (Foto/Thinkstock)

Outro ramo carimbado quando se fala em abrir uma empresa de casa é a venda de produtos artesanais ou customizados. É possível comprar canecas, cadernos, chaveiros chinelos e roupas simples, adicionar detalhes e revender com uma margem adicionada. Há máquinas de baixo investimento inicial que ajudam nessa tarefa.

Dentro do ramo, um nicho em ascensão é o de produção de decorações e lembrancinhas para festas. “As mães se distanciam de ambientes padronizados e procuram comemorações personalizadas, com fotos dos filhos e brindes únicos”, diz Fontes.

3 — Estética em casa

Maquiagem, beleza

 (Tatomm/Thinkstock)

Para alguns serviços de estética, é preciso investir apenas em capacitação, equipamentos simples (macas, toalhas e pinças, por exemplo) e produtos adequados.

Na própria residência, é possível criar um negócio de estética facial, manicure e cortes e tratamentos para o cabelo. Nesse caso, invista na criação de um processo de atendimento único e de uma estratégia de indicação boca a boca. Será preciso para bater negócios maiores, com pontos comerciais que atraem quem passa pelo local.

Veja também

4 — Fotos de nicho

câmera fotografando

 (Foto/Getty Images)

Outra possibilidade é investir em cursos de fotografia e reservar um espaço da casa para a montagem de um pequeno estúdio fotográfico.

Fontes destaca a demanda por retratos de recém-nascidos e bichinhos de estimação. “As fotos profissionais possuem uma demanda especialmente se estão relacionadas a momentos especiais. É uma boa opção se você possui afinidade com fotografia e está disposto a investir nisso, seja em capacitação ou equipamentos.”

5 — Produção de conteúdo

Homem e mulher em mesa de trabalho, escrevendo: reunião, ideias, planejamento

 (Foto/Thinkstock)

Profissionais que possuem talento para a escrita ou para a produção de vídeos podem atuar com produção de conteúdo para a internet — uma demanda cada vez maior de diversas corporações.

É possível montar tanto uma página pessoal quanto participar de uma rede de produtores, em sites como Rock Content. “É um negócio que possui baixo custo inicial. Basta ter computador e talvez uma linha telefônica”, afirma Fontes.

6 — Serviços de tecnologia

 (Foto/Thinkstock)

De maneira similar, outra demanda das empresas está em serviços relacionadas à tecnologia, que vão de programação a testes de usabilidade e design de sites e aplicativos. “As pessoas associam programação a um trabalho complexo, mas é possível investir em cursos e começar pegando serviços mais básicos, até mesmo avaliando plataformas como um consumidor. A curva de aprendizado costuma ser veloz com a devida dedicação.”

7 — Venda direta

Vendedora e consumidora em loja; varejo, venda

 (Purestock/Thinkstock)

Por fim, uma ideia de negócio que conquista cada vez mais empreendedores é a venda direta, mercado que já vale 45 bilhões de reais. Com até dez mil reais é possível fazer um bom estoque e investir na formação de relacionamentos com consumidores próximos, seja fisicamente ou pela internet.

“Conheço gente que fatura consideravelmente bem distribuindo produtos de beleza. Com tempo e espaço adequado, como uma garagem, dá até para montar um balcão com pronta entrega. A presença física tem o potencial de aumentar seus ganhos.”