5 sinais de que empreender é uma má ideia

Entenda em quais casos o empreendedorismo não é a melhor opção de carreira

São Paulo – O perfil comportamental de um empreendedor é crucial para o sucesso de um negócio. Se uma pessoa não gosta de receber críticas, por exemplo, ela pode não estar preparada para lidar com as incertezas de ter uma pequena empresa ou startup. “Tem que saber ouvir mais do que falar”, resume João Bonomo, professor do Ibmec/MG.

Se você desconhece o mercado que deseja atuar, esse pode ser outro indício de que o empreendedorismo não é a sua melhor opção de carreira. “É preciso definir o ramo e pesquisar a fundo sobre o assunto”, ensina Fabiano Nagamatsu, consultor do Sebrae-SP.

Para Luiz Arnaldo Biagio, professor da BSP – Business School São Paulo, o empreendedor que não sabe escolher sócio também pode colocar sua ideia de negócio em risco. “Você pode ter problemas no futuro se convida somente amigos ou familiares que não dominam o assunto para a empresa”, afirma. Veja outros sinais de que você não está pronto para empreender.

1. Não sabe o que quer

Você quer montar um restaurante ou criar um aplicativo? “É preciso definir muito bem sobre o ramo que deseja atuar”, afirma Nagamatsu. Se estiver em dúvida de que tipo de negócio deseja abrir, o professor recomenda pesquisar bastante antes de investir tempo e capital.

Para Bonomo, frequentar eventos e conversar com empreendedores do ramo são algumas atitudes que podem ajudar na hora de decidir. Não é recomendável investir em um produto ou serviço que você não se sinta seguro.

2. Só tem conhecimento técnico

Quem é o seu cliente e qual é o problema que você irá resolver? Muitos empreendedores iniciantes acreditam que ter experiência com um produto, por exemplo, já é suficiente. “Conhecer tecnicamente bem o problema, mas não saber nada do mercado que ele quer atuar não é bom. A possiblidade de sucesso é muito maior para quem conhece bem o mercado”, conta Bonomo.

Além disso, é importante avaliar se a pessoa entende que ela terá que fazer tudo no início. Buscar novos clientes, fazer a divulgação da marca e gerenciar o negócio são tarefas essenciais no começo de um empreendimento.

3. Não tem o capital necessário

Abrir um negócio com dívidas não é um bom começo. Por isso, antes de investir todas as economias para empreender, é preciso calcular bem o montante necessário para tocar a empresa. “Sem capital de giro, não tem estoque. E a maioria das vendas é a prazo, mas os fornecedores recebem à vista”, ressalta Nagamatsu.

A falta de recursos para investir em maquinário e equipe também podem influenciar negativamente a gestão do empreendimento.

4. Falta o espírito empreendedor

Ter confiança, flexibilidade e resiliência são algumas características que a maioria dos empreendedores de sucesso tem. “Se a pessoa desiste antes de tentar, por exemplo, não tem resiliência. Se ela não possui algumas características, a probabilidade do negócio dar errado aumenta”, afirma Bonomo.

Para Biagio, empreendedores precisam estar psicologicamente preparados tanto para o sucesso quanto para o fracasso do negócio. “Principalmente na fase inicial, tem mês que você conseguirá vender e tem mês que você não conseguirá”, conta.

5. Não sabe se planejar

Além de ter visão de mercado, desenvolver um estilo de liderança e vender, o empreendedor também precisa ter noções básicas de gestão de um negócio. “Não consegue se imaginar daqui a cinco anos? Sem planejamento não dá”, afirma Nagamatsu. Ter uma visão a longo prazo e planejar para que a empresa cresça é indispensável.