5 dicas essenciais para tornar sua empresa sustentável

Especialistas listam recomendações para que a sua pequena empresa economize recursos e custos

São Paulo – Reduzir o consumo, inovar e compartilhar ideias. Um empreendedor pode tornar a sua pequena empresa sustentável com a adoção de algumas práticas. Para Dorli Terezinha Martins, consultora do Sebrae-SP, um desperdício que a maioria das empresa tem em comum é o de energia. “Pintar as paredes de branco melhora a iluminação e abrir algumas janelas pode diminuir o consumo de ar condicionado”, explica.

A ecoeficiência é um modelo de gestão que tem como foco a redução de recursos naturais e materiais. “A grande vantagem para o pequeno empresário é redução do impacto e uma economia no bolso”, afirma Claudio Tieghi, presidente da Associação Franquia Sustentável (Afras). Para ele, a economia vai além do dinheiro, a redução de consumo é uma iniciativa sustentável. 

Com a ajuda de Tieghi, Dorli e José Eduardo Amato Balian, professor do curso de Administração da ESPM, Exame.com listou as principais recomendações para empreendedores.

1. Faça uma revisão 

A manutenção das máquinas precisa ser feita regularmente e a parte elétrica da empresa não deve ser negligenciada. “Algumas ligações são completamente inadequadas e, além de ser um desperdício de energia, corre-se o risco de provocar um acidente”, afirma Dorli. 

Para Tieghi, há casos em que o empresário vai precisar investir a médio e longo prazo. “Trocar lâmpadas tradicionais por led, substituir o refrigerador antigo ou trocar o ar condicionado por um que modula de acordo com o consumo de energia”, exemplifica. 

2. Identifique alternativas

Energia limpa, separar o lixo e reutilizar embalagens são algumas questões que entram no tema da sustentabilidade. Mas, para Balian, é preciso uma pesquisa básica antes que o empresário comece a adotar medidas em seu negócio. 


Para Tieghi, o que tem que ser trabalhado é o entendimento sobre o custo, pois não adianta começar a investir em produtos mais baratos, mas que não se sabe se é ecologicamente correto. “O empresário pode obter receitas de produtos caseiros, por exemplo, e assim reduzir o consumo de produtos industrializados”, explica. 

3. Busque parcerias locais 

Separar produtos para reciclagem é um esforço que a maioria dos pequenos empresários faz. Entretanto, é exatamente essa prática que o desmotiva, pois a coleta acaba misturando tudo que ele separou. Dorli explica que existem ecopontos na capital paulista, por exemplo, e que é possível se aliar a pequenas cooperativas.

Para Tieghi, entregar os produtos recicláveis para um coletor da região já é um direcionamento melhor dos resíduos que a empresa produz. “Às vezes, o pequeno empresário acha que poucas iniciativas não fazem sentido, mas não é verdade”, explica. 

4. Envolva a equipe

A tendência do consumidor é reconhecer as atitudes de um empresário que está contribuindo com a sustentabilidade do planeta. “Se bem divulgado, o cliente valoriza”, afirma Balian.

Além disso, Tieghi ressalta a importância do empresário envolver os funcionários. “Um elemento importante na sustentabilidade é a oportunidade de relacionamento, educação e engajamento”, explica. 

5. Controle os gastos

Copos plásticos, papeis e produtos de limpeza são alguns produtos que fazem parte da rotina da maioria das pequenas empresas. Para Tieghi, o controle é o melhor aliado para a economia. Uma planilha com registros sendo atualizados mensalmente já auxilia o empresário.