3 fatores essenciais para ter funcionários mais produtivos

César Gon, CEO e co-fundador da Ci&T, falou sobre como manter a equipe da empresa sempre motivada

São Paulo – Um bom lugar para trabalhar é o sonho de boa parte dos funcionários, mas nem todos os empreendedores pensam nisso quando montam uma pequena empresa. Para César Gon, CEO e co-fundador da Ci&T, esta é a chave para fazer o negócio crescer.

Criada há 18 anos, a empresa tem hoje 1700 funcionários e 240 milhões de reais de faturamento. “Eu tinha 23 anos e um sonho infantil de criar a maior exportadora brasileira de software. A gente fez uma aposta, que nos trouxe até aqui. A gente apostou em gente”, conta. 

Gon falou sobre suas ideias para aumentar a produtividade dos funcionários e tornar sua empresa um lugar agradável de trabalhar durante a quarta edição do Curso Exame PME, em São Paulo. 

1. Motive do jeito certo

O empresário acredita que a maioria das empresas usa fatores externos para motivar a equipe. “Tudo que se conhece cientificamente sobre motivação não tem anda a ver com que as empresas fazem. Motivação, além do salário, vem de criar um ambiente de autonomia, maestria e propósito”, diz. 

2. Não seja chefe

“A máquina do homem para destruir motivação se chama chefe”, defende Gon. Para ele, o dono da pequena empresa precisa saber claramente a diferença entre ser chefe e ser líder. “Os livros para gerenciar pessoas ensinam a ser chefe, o que é fácil, você manda e o cara faz. Ser líder é difícil, é convencer o liderado a andar na mesma direção. Isso dá trabalho”, explica. 

Para ele, ninguém consegue ser só líder, mas vale o esforço. “Meu conselho é que cada dia seja mais de líder do que de chefe”, afirma. 

3. Incentive a inovação

Para Gon, não há produtividade sem inovação. “É uma palavra hoje usada para qualquer coisa, mas, para mim, é sinônimo de empreendedorismo”, diz. Ter uma equipe com desenvolvimento acima da média está ligado a criar uma cultura de empreendedor. “A gente vive a época do excesso de ideias e da escassez de gente capaz de transformar ideias em fatos”, define. 

Ao invés de premiar funcionários por pequenas ações, a Ci&T criou graus de inovação e chega a investir em startups de funcionários para estimular este lado empreendedor. “Você perde excelentes funcionários, mas ganha grandes sócios”, conta.