3 dicas para escolher o melhor investidor para sua startup

Cassio Spina, especialista no assunto, explica o que os empreendedores devem avaliar

3 dicas para escolher o melhor investidor para sua startup
Respondido por Cassio Spina, especialista em startups

Ao contrário do que muitos empreendedores imaginam, não é só o investidor quem deve escolher o empreendedor, mas este também deve buscar o que é melhor para o seu negócio e, para isto, deve observar alguns pontos.

1. Primeiro e mais importante: o empreendedor precisa sentir empatia com o investidor. Como será um relacionamento de longo prazo em que a confiança deve ser mútua, investidor e empreendedor devem compartilhar a mesma visão e valores.

Para isto, é importante que sejam feitas várias reuniões para conhecimento mútuo e o empreendedor deve se preparar para fazer perguntas e conhecer melhor como o investidor pensa e age, em especial pedindo para que conte experiências anteriores de sucesso e fracasso.

2. Outro aspecto importante é o empreendedor avaliar o quanto o investidor pode agregar valor para seu negócio, seja no aconselhamento, nos contatos que pode apresentar, pela sua experiência, formação e conhecimento. O empreendedor deve também deve verificar qual a disponibilidade de tempo que o investidor terá para dedicar-se a apoiar o negócio.

3. Também é muito importante o empreendedor verificar qual a expectativa que o investidor tem com relação a prestação de contas e informações sobre o andamento do negócio e combinar previamente qual será a frequência e o nível de detalhe
.
E claro que muitos empreendedores poderão argumentar que pode ser difícil escolher o investidor se tiver apenas um interessado, mas neste caso, a minha recomendação é que se não houver um mínimo de empatia e sinergia, é melhor que o empreendedor recuse o investimento, pois divergências futuras, por melhor que o negócio seja, podem levar ao fracasso.