10 apps para abrir sua própria empresa sem gastar muito

O Site EXAME elencou alguns exemplos de aplicativos para empreendedores iniciantes -todos com versões gratuitas, para que você possa fazer o teste. Confira:

São Paulo – Uma dúvida ronda muitos empreendedores iniciantes: afinal, quanto preciso gastar para colocar meu negócio de pé?

Felizmente, a tecnologia fez com que muitos processos empresariais ficassem mais simples – e baratos. Pesquisar apps econômicos, seja para computadores ou para smartphones, pode ser uma boa forma de trazer mais eficiência ao seu negócio sem gerar grandes despesas.

O Site EXAME elencou alguns exemplos de apps para empreendedores iniciantes. Todos possuem versões gratuitas, para que você possa fazer o teste e ver se o seu negócio deve ou não adotar o novo recurso.

Veja, a seguir, 10 aplicativos para abrir sua própria empresa sem gastar muito:

1 – Asana

Asana

 (Asana/Reprodução)

Acompanhar todos os processos que ocorrem no negócio é uma tarefa complicada para qualquer empreendedor. Porém, não é preciso investir rios de dinheiro para ter um software que integre o estado de todos os projetos do seu empreendimento.

O Asana, por exemplo, é um aplicativo voltado para a eficiência administrativa. A ideia é que, na mesma plataforma, os donos de negócio consigam ver tarefas e seu andamento e gerir o time por meio de conversas coletivas e privadas, por exemplo.

O aplicativo possui tanto a versão gratuita quanto a versão Premium (9 dólares por usuário e por mês). A ferramenta está disponível para desktoppara Androidpara iOS.

2 – Contabilizei

Contabilizei

 (Contabilizei/Reprodução)

Um ponto que preocupa muitos futuros empreendedores é o processo para abrir uma empresa – e os custos decorrentes da contratação de um contador e dos recolhimentos tributários.

Startups como a Contabilizei querem que a contabilidade das micro e pequenas empresas seja mais simples. O escritório de contabilidade online automatiza processos como emissão de notas fiscais, guias de impostos e relatórios contábeis.

Com a desburocratização, o negócio afirma que pode gerar até 90% de economia mensal para PMEs. Na plataforma, o serviço de abertura de empresas é feito de forma gratuita, assim como o de emissões de notas fiscais eletrônicas (NF-e).

Para mais recursos, há planos a partir de 89 reais para prestadores de serviços no regime Simples Nacional e a partir de 189 reais para comércios no regime Simples Nacional. No regime Lucro Presumido, a mensalidade parte de 179 reais.

A Contabilizei possui aplicações para desktop, para Android e para iOS.

3 – Google Meu Negócio

Reprodução da tela do Google Meu Negócio

 (Google Meu Negócio/Divulgação)

Hoje em dia, a presença online se tornou uma forma acessível de negócios conseguiram atrair clientes e se firmarem como referência de mercado. Mas, na hora de criar seu próprio site, muitos empreendedores se perguntam qual seria o jeito mais econômico de fazê-lo.

Um exemplo está com a gigante de tecnologia Google, que lançou recentemente sua versão personalizada para o Brasil da plataforma Google Meu Negócio. Por meio dela, é possível criar um site otimizado para buscas e responsivo para dispositivos móveis em apenas dez minutos, de forma completamente gratuita.

Essa é uma ferramenta indicada para empreendedores que querem ter um endereço online simples, mas eficiente em termos de buscas. No futuro, o Google irá incluir mais funcionalidades, como postagens e meios de pagamento. Até o momento, mais de 150 mil sites brasileiros já usam a aplicação.

O Google Meu Negócio está disponível para desktop, para Android e para iOS.

Veja também

4 – MailChimp

MailChimp

 (MailChimp/Reprodução)

Fazer um bom marketing é crítico para o sucesso de qualquer empreendimento. Porém, muitos empreendedores não conseguem arrumar o tempo necessário para realizar as tarefas mais operacionais da área.

É aí que entra o MailChimp. A plataforma de automação de marketing permite que negócios pequenos ou grandes consigam achar e engajar seu público, além de construir uma marca, sem perder tempo com atividades manuais. É possível fazer campanhas por e-mail e postagens pagas em redes sociais de forma mais eficiente, por exemplo.

Há tanto um plano gratuito, chamado de New Business, quando um plano para “negócios em ascensão” (10 dólares por mês) e para “marqueteiros profissionais” (199 dólares por mês). Há versões para desktop, para Android e para iOS.

5 – Qipu

O aplicativo Qipu, parceria entre Sebrae e Buscapé

 (Qipu/Divulgação)

Lançado pelo Sebrae e pelo Buscapé, o Qipu é uma ferramenta que ajuda a controlar as obrigações das microempresas, mandando alertas sobre contribuições fiscais, sobre a arrecadação do microempreendedor ou sobre os benefícios a que ele tem direito.

O aplicativo, por exemplo, tem lembretes inteligentes para os que perdem a data de pagamento do DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional); integra um sistema de controle financeiro, que vincula as receitas e gastos com a declaração anual; e permite registrar e emitir notas fiscais e recibos pelo celular.

O aplicativo é gratuito e está disponível para desktop, para Android e para iOS.

Veja também

6 – Slack

 (Slack/Reprodução)

O Slack é um aplicativo para trocar mensagens. Diferente de serviços como o WhatsApp, seu foco está em projetos. O app é cheio de ferramentas: é possível criar grupos públicos e privados; enviar arquivos de serviços como Google Drive e Dropbox; e realizar integrações com serviços como Twitter e Asana para agrupar notificações, por exemplo.

O Slack possui três planos: o gratuito, o Standard (6,67 dólares por usuário e por mês) e o Plus (12,50 dólares por usuário e por mês). Há a versão para desktop, para Android, para iOSWindows Phone.

7 – Trello

Trello

 (Trello/Reprodução)

O Trello é um visualizador de listas descolado. Por meio de cartões, é possível dividir áreas de um projeto e acompanhar o progresso de cada um dos setores, por exemplo.

A ideia é se livrar de post-its, planilhas e softwares complicados no seu negócio. A ferramenta se baseia em um método de produtividade chamado “kanban”, que utiliza cartões para indicar fluxos de produção.

Há tanto um plano gratuito quanto um pago, que parte de 9,99 dólares por usuário e por mês. Ele possui aplicações para desktop, para Android e para iOS.

8 – VExpenses

VExpenses

 (VExpenses/Reprodução)

Uma grande dificuldade de empreendedores iniciante é organizar as despesas e receitas não apenas do negócio em si, mas as realizadas por cada funcionário ou setor do seu negócio. Os reembolsos mal calculados, por exemplo, podem trazer um grande prejuízo aos donos de negócio que não se prepararem.

A VExpenses é um aplicativo que pode ajudar na organização das despesas corporativas tanto de empresas menores quanto de gigantes.

Funciona assim: após uma despesa, o funcionário tira foto do recibo com a câmera do celular e o sistema identifica automaticamente os dados, atualizando o responsável da área com relatórios para o monitoramento e aprovação das despesas.

O plano Individual da VExpenses é gratuito, enquanto o plano Empresarial custa 14 reais por funcionário ativo e por mês. O negócio possui versões para desktop, para Android e para iOS.

9 – WhatsApp Business

Como usar o WhatsApp Business

 (Gustavo Marcozzi/Site EXAME)

Se você é um empreendedor que não abre mão da interface do WhatsApp e a facilidade em falar com seus consumidores finais por ele, o WhatsApp Business talvez seja uma boa opção.

A nova versão dá aos consumidores um canal de conversa com pequenos e médios negócios. Para os negócios, é possível adicionar informações como apresentação do negócio, site oficial, segmento de atuação, e-mail e horário de trabalho. Também dá para configurar textos para mandar aos clientes nos horários em que o negócio estiver fechado e configurar atalhos para mensagens automáticas. Por fim, as conversas podem ser etiquetadas com marcadores como “pago”, “novo cliente” e “pagamento pendente”.

Alguns negócios brasileiros já adotaram a solução, disponível apenas para Android até agora. Por enquanto, todos os recursos são gratuitos.

Veja também

10 – Workplace

Pessoa parada à frente de letreiro sobre o Facebook Workplace

 (Jason Alden/Bloomberg)

O Workplace é a plataforma do Facebook para empresas, com mais de 30 mil usuários no mundo todo. A ferramenta oferece diversos recursos para empresas serem mais conectadas e produtivas, sendo uma central de comando para o que acontece na sua empresa.

No último ano, por exemplo, foram criados mais de um milhão de grupos para ajudar as equipes a trabalharem melhor juntas. Outras funções da plataforma são chats e vídeos ao vivo.

A aplicação possui uma versão gratuita, chamada Standard, e uma versão paga com mais recursos, que custa 3 dólares por usuário e por mês.

O Workplace by Facebook está disponível para desktop, para Android e para iOS.

Veja também