Zuckerberg mostra data center e oficina de artes do Facebook

Do analógico ao digital, presidente e criador do Zuckerberg publica fotos inéditas dos escritórios ao redor do mundo

São Paulo – Em séries de fotos, Mark Zuckerberg está mostrando a seus seguidores os bastidores dos escritórios do Facebook ao redor do mundo.

De um lado, está uma das instalações mais tecnológicas da companhia, o data center na Suécia. Do outro, trabalhos realizados por artistas e funcionários no laboratório analógico da rede social que decoram diversos escritórios ao redor do mundo.

Na primeira série de imagens, Zuckerberg mostra o data center de Luleå, uma cidade no norte da Suécia. A pequena cidade fica próxima ao círculo polar ártico e o frio é uma grande vantagem para o centro. Grandes exaustores trazem o ar gelado para resfriar o centro e as centenas de servidores que se aquecem durante o funcionamento.

A energia é fornecida por uma dúzia de usinas hidrelétricas instaladas nos rios da região. Usando os recursos renováveis disponíveis no entorno, o local usa 40% a menos de energia que data centers tradicionais.

Ainda que o centro, do tamanho de seis campos de futebol, seja cercado por florestas e distante de grandes cidades, é um exemplo de “uma infraestrutura tecnológica incrivelmente tecnológica que mantém o mundo conectado”, afirmou Zuckerberg.

 

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10103136675997951&set=pb.4.-2207520000.1476896933.&type=3&theater
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10103136675908131&set=pb.4.-2207520000.1476896933.&type=3&theater

Arte urbana

No extremo oposto, a série de fotos publicada em seguida pelo criador do Facebook mostra o interior dos escritórios espalhados pelo mundo. Grafites e instalações foram feitas por artistas convidados pela rede social.

“Desde o primeiro escritório, pedimos a artistas locais que visitassem o nosso escritório para pintar as paredes e inspirar criatividade e criar um ambiente em evolução”, afirmou o presidente da rede social.

O objetivo é que os escritórios transmitam a noção de estarem continuamente evoluindo, assim como o próprio Facebook, afirmou o criador. “Quando você entra no nosso escritório, você deve sentir como se pudesse transformar o mundo ao seu redor.

Além de convidar artistas locais, o Facebook também mantém uma oficina de artes para qualquer funcionário que queira testar suas habilidades artísticas. O Laboratório de Pesquisas Analógicas da empresa oferece materiais para que qualquer um imprima o seu próprio pôster.

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10103183415950711&set=pcb.10103183428221121&type=3&theater
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10103183416025561&set=pcb.10103183428221121&type=3&theater
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10103183416035541&set=pcb.10103183428221121&type=3&theater
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10103183416135341&set=pcb.10103183428221121&type=3&theater
https://www.facebook.com/analoglab/photos/a.624737214204997.1073741826.152917571386966/1304725706206141/?type=3&theater
https://www.facebook.com/analoglab/photos/a.164586773553379.41097.152917571386966/1277498168928895/?type=3&theater
https://www.facebook.com/analoglab/photos/a.164586773553379.41097.152917571386966/1042152035796844/?type=3&theater