YouTube terá que pagar US$ 200 mi por desrespeitar privacidade infantil

As acusações decorrem de práticas de coleta e segmentação de dados da plataforma

O Google terá que pagar de 150 milhões a 200 milhões de dólares em um acordo no âmbito de investigações da Comissão Federal de Comércio (FTC) dos Estados Unidos sobre suposta violação do YouTube de uma lei de privacidade infantil, informou o site “Político”. O posicionamento oficial deve acontecer na próxima semana.

Ainda de acordo com o Wall Street Journal, o Google já teria acordado em pagar a quantia para encerrar as investigações, disseram fontes.

As acusações decorrem de práticas de coleta e segmentação de dados no YouTube, que grupos de consumidores alegaram violar a Lei de Proteção à Privacidade Online para Crianças. Alguns detalhes do acordo foram divulgados em julho pelo The Washington Post.

A FTC votou por 3 a 2 para aprovar o acordo e o enviou ao Departamento de Justiça como parte do processo de inspeção.

O Google e o YouTube não se manifestaram sobre o assunto.