Yahoo compra startup Flurry por mais de US$ 300 milhões

A Flurry analisa dados de usuários de smartphones para ajudar os desenvolvedores a entender melhor seu público

São Francisco e Nova York – A Yahoo! Inc. está aumentando sua linha móvel com a aquisição da empresa de análise Flurry Inc. A Yahoo pagará mais de US$ 300 milhões pela startup com sede em São Francisco, de acordo com fontes do setor, que solicitaram anonimato porque as negociações são confidenciais.

A Flurry analisa dados de usuários de smartphones para ajudar os desenvolvedores a entender melhor seu público e conecta marcas e agências aos consumidores através de publicidade orientada nos aparelhos, o que oferece à Yahoo mais caminhos para os anúncios móveis.

A CEO da Yahoo, Marissa Mayer, que afirmou que a mobilidade é uma parte fundamental dos seus esforços de renovação, acelerou as negociações porque busca que o crescimento do portal web dê um salto à frente.

No ano passado, a empresa com sede em Sunnyvale, Califórnia, gastou cerca de US$ 1,1 bilhão na plataforma de blog Tumblr e desde então comprou diversas companhias menores, incluindo a provedora de tela inicial para aparelhos móveis Aviate e a plataforma de distribuição de vídeo RayV.

A Yahoo anunciou ou concretizou pelo menos 12 aquisições neste ano, de acordo com dados compilados pela Bloomberg.

“Combina perfeitamente com a Yahoo, com a prioridade para a mobilidade e com todos os investimentos que estamos fazendo”, disse Scott Burke, vice-presidente sênior de tecnologia publicitária da Yahoo, em entrevista. “Flurry é o próximo passo lógico para ampliar o nosso alcance. Eles têm uma excelente marca”.

Ele não quis comentar o tamanho do acordo, que foi informado anteriormente pelo blog de tecnologia TechCrunch. A Flurry continuará atendendo clientes enquanto colabora com alguns serviços da Yahoo, como recursos de publicidade, disse Burke, sem dar detalhes específicos.

Ponto positivo

Na semana passada, a Yahoo informou os resultados do segundo trimestre, incluindo uma queda de 4,5 por cento nas vendas em relação ao ano anterior.

A receita, excluindo a compartilhada com sites parceiros, foi de US$ 1,04 bilhão, abaixo da estimativa média dos analistas, que era de US$ 1,09 bilhão, de acordo com dados compilados pela Bloomberg.

A tecnologia móvel foi um ponto positivo. Mayer disse que a receita proveniente de anúncios com imagens em aparelhos portáteis mais do que duplicou durante o trimestre, e a quantidade de usuários móveis cresceu, totalizando 450 milhões, frente a pouco mais de 200 milhões há dois anos.

Com o acordo, a Flurry obterá os recursos de uma empresa maior e experiência em ampliar serviços para atender a um público maior, disse o CEO Simon Khalaf em entrevista. Mais de 170.000 desenvolvedores utilizam dados da Flurry.

“Este é um compromisso para trabalhar com a comunidade de desenvolvedores de aplicativos para ajudá-los a desenvolver aplicativos melhores que, por sua vez, vão ajudá-los a ganhar dinheiro”, disse Khalaf.

A Flurry arrecadou mais de US$ 60 milhões de apoiadores como a Union Square Ventures, a DFJ e a Menlo Ventures. Entre seus clientes estão a Pinterest Inc. e a Snapchat Inc.