Xerox estuda venda de unidade de financiamento, dizem fontes

Venda tornaria companhia mais atraente para possíveis compradores após a desistência de um acordo de 6,1 bilhões de dólares com a Fujifilm Holdings

A Xerox está considerando a venda de uma unidade de financiamento que empresta dinheiro a clientes para alugar impressoras e equipamentos, tornando-se mais atraente para possíveis compradores após a desistência de um acordo de 6,1 bilhões de dólares com a Fujifilm Holdings, disseram fontes familiarizadas com o assunto nesta sexta-feira.

O desinvestimento da unidade de financiamento retiraria da Xerox aproximadamente 3,6 bilhões de dólares em dívidas, disse uma das fontes. Os investidores Carl Icahn e Darwin Deason, que assumiram o controle da Xerox no início deste ano, estão se preparando para realizar um leilão para a companhia, que tinha um valor de mercado de 6,4 bilhões de dólares e dívida total de 5,5 bilhões de dólares no final de março.

A Xerox não tomou uma decisão final sobre a venda da unidade de financiamento, disseram as fontes nesta semana, pedindo para não serem identificadas porque as deliberações são confidenciais.

A Xerox se recusou a comentar, enquanto representantes de Icahn e Deason não responderam aos pedidos de comentários.

A Reuters informou em maio que a Apollo Global Management mostrou interesse na possível compra da Xerox. A redução do passivo da Xerox através da venda da unidade de financiamento permitiria que empresas de private equity colocassem mais dívidas na empresa para obter maiores retornos.