Walmart pagará US$ 4,8 milhões em indenizações

Segundo o Departamento do Trabalho dos Estados Unidos, mais de 4,5 mil antigos funcionários trabalharam horas a mais sem receber

Nova York – A rede varejista norte-americana Walmart chegou a um acordo para pagar US$ 4,8 milhões em horas extras retroativas e danos a ex-funcionários, além de US$ 463 mil em multas. O acordo foi anunciado depois de o Departamento do Trabalho dos Estados Unidos ter concluído que mais de 4,5 mil antigos funcionários trabalharam horas a mais sem receber.

A notícia traz novamente a questão de como a Walmart trata seus funcionários. Em 2008, a rede varejista foi condenada a pagar US$ 600 milhões em indenizações por não permitir que funcionários tivessem tempo suficiente para alimentação e pausas para descanso durante o expediente nos EUA. As informações são da Dow Jones.