Volvo prevê alta de 20% na venda de caminhões no País

A empresa pretende emplacar 168 mil caminhões ou 109 mil pesados e extrapesados em 2013

São Paulo – Em linha com as outras montadoras, a Volvo estima uma alta de 20% no mercado brasileiro de caminhões em 2013 sobre 2012. No ano passado, foram comercializadas, segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), 134,7 mil unidades.

“Não seria uma surpresa empatarmos com 2011”, avaliou Bernardo Fedalto, diretor de vendas Brasil da companhia. Com isso, a meta para o mercado em 2013 seria de um emplacamento total de 168 mil caminhões, ou de 109 mil pesados e extrapesados, categoria onde a Volvo comercializa seus veículos.

A queda nas vendas em 2012 ocorreu basicamente na mudança do padrão de emissões dos motores dos caminhões de Euro 3 para Euro 5, o que encareceu os veículos e trouxe ainda um gargalo para o setor, pela falta de postos de combustíveis com o diesel adequado para o abastecimento dos novos modelos. “O mercado realmente reagiu de forma negativa, mas esse problema já acabou”, afirmou o executivo.

Para Fedalto, a perspectiva otimista para o setor já é refletida no mercado e alguns modelos têm um prazo mais longo para entrega. Ainda segundo ele, os grandes frotistas estão mudando a cultura de aquisição de veículos, com a compra programada e antecipada. “Isso mostra uma maturidade grande do setor; em alguns casos, temos encomendas até o segundo semestre já feitas”, concluiu.