Volvo demite 208 funcionários de fábrica em Curitiba

A companhia explicou em comunicado que está adequando sua produção e seu corpo de funcionários a realidade do mercado brasileiro

Curitiba – A montadora Volvo anunciou nesta quarta-feira a demissão de 208 trabalhadores da fábrica de Curitiba, no Paraná, devido a ”significativa queda” de vendas de caminhões no país nos primeiros meses deste ano.

A companhia explicou em comunicado que está adequando sua produção e seu corpo de funcionários a realidade do mercado brasileiro. A redução da previsão do crescimento da economia para este ano contribuiu para a redução dos cálculos de venda da Volvo.

A empresa cita que o Governo rebaixou sua previsão da expansão do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano de 3,5 para 2,5%.

A montadora, que está instalada no Brasil desde 1980, afirmou que mantém seu plano de investimentos porque espera uma melhoria das vendas no segundo semestre e acredita ”firmemente” no crescimento do país.

Apesar das demissões, a empresa deve contratar 366 funcionários temporários, de acordo com o comunicado.

Um porta-voz da Volvo Brasil, disse à Agência Efe que as demissões ”não têm relação” com a greve realizada por mais de 4 mil funcionários na fábrica de Curitiba, em maio, que cobravam aumento de salário e maior participação nos lucros da empresa.