Volks nomeia presidente da Porsche como novo chefe do grupo

O atual presidente do produtor de esportivos Porsche, Matthias Müller, foi nomeado novo presidente de todo o grupo

Frankfurt – O fabricante automobilístico alemão Volkswagen nomeou o atual presidente do produtor de esportivos Porsche, Matthias Müller, como novo presidente de todo o grupo, informou nesta sexta-feira a companhia.

Müller manterá seu cargo à frente de Porsche até encontrarem um sucessor.

O presidente interino do conselho de supervisão da Volkswagen, Berthold Huber, disse que “Matthias Müller é uma pessoa de grande competência social, empresarial e estratégica”.

Müller disse em entrevista coletiva que sua tarefa “mais urgente é devolver a confiança ao grupo Volkswagen, não poupando esforços e com a máxima transparência” e ressaltou que um escândalo como o atual não voltará a acontecer.

“Sob minha liderança, a Volkswagen fará tudo o que puder para desenvolver e implementar os padrões de governança em conformidade com os mais rígidos de nossa indústria”, disse Müller, de 62 anos.

“Se alcançarmos isto, então o grupo Volkswagen terá a oportunidade de emergir desta crise com mais força do que antes, com sua força inovadora, suas marcas fortes e, sobretudo, sua competência e equipe muito motivada”, acrescentou.

A Volkswagen enganou sistematicamente durante anos os medidores de poluentes dos EUA, ao instalar um software nos motores a diesel EA 189 que permitiam ao veículo reconhecer que estava passando por um teste e fraudar os números de emissões de óxido de nitrogênio.

A Volkswagen emprega 600 mil pessoas em 100 fábricas no mundo tudo, 270 mil só na Alemanha.

O grupo tem 12 marcas: Volkswagen, Skoda, Seat, Audi, Lamborghini, Ducati, Scania, MAN, Porsche, Bugatti e Bentley.

Ao divulgar a nomeação, Huber explicou que Müller conhece o grupo e suas marcas.

O presidente do comitê da Volkswagen, Bernd Osterloh, qualificou Müller de colaborador, “o que a Volkswagen precisa agora”. 

Atualizado às 14h30.