Voith Hydro deve sustentar operações no Brasil com exportações neste ano

Companhia alemã de turbinas elétricas usará operações brasileira para exportar para países da América Latina

São Paulo – A Voith Hydro, companhia alemã de turbinas elétricas, não deve repetir o mesmo feito de 2011 com suas operações no Brasil. Neste ano, a companhia esperar sustentar os negócios no mercado brasileiro com exportações.

Segundo Jünger Bischoff, diretor financeiro da companhia, no ano passado, a parceria com Belo Monte gerou para companhia pedidos na ordem de 1,2 bilhão de reais.

“Neste ano, vamos esperamos atingir o mesmo patamar de faturamento do ano passado, mas não o mesmo patamar de pedidos”, disse o executivo em entrevista a EXAME.com, nesta quarta-feira.

A aposta da companhia no Brasil está centrada agora no projeto de Tapajós, que tem como previsão a construção de pelo menos cinco usinas.

“Belo Monte é hoje nosso principal cliente, mas não é único, existem outros projetos no país sendo tocados, como as usinas de Santo Antônio e Jirau”, afirmou Bischoff.

Premiação

A alemã Voith Hydro, companhia que produz turbinas elétricas, foi eleita a melhor empresa do setor de bens de capital da edição especial de Melhores e Maiores de EXAME.

Com faturamento de mais de 408 milhões de dólares somado no ano passado, somente com a operação brasileira, a Voith Hydro tem como principal cliente no país a Usina de Belo Monte.

Das 14 turbinas contratadas por Belo Monte, quatro estão sendo feitas pelo Voith. A companhia alemã também irá fornecer 14 transformadores e sistemas de automação e proteção da usina.

A companhia registrou a melhor liquidez corrente entre todas as companhias da categoria de bens de capital. No ano passado, o índice foi de 3,23 reais – desempenho que comprova a capacidade de a companhia quitar suas dívidas de curto prazo.