Você é transparente?

Algumas competências de liderança ligadas à inteligência emocional, segundo Goleman

Autoconsciência emocional.
Os líderes de elevada autoconsciência emocional mantêm-se em sintonia com seus sinais internos, reconhecendo como seus sentimentos os afetam e ao seu desempenho profissional.

Auto-avaliação precisa.
Os líderes de grande autoconsciência costumam conhecer bem suas limitações e pontos fortes, e exibem um bom senso de humor em relação a si mesmos. São receptivos a críticas e feedback.

Consciência organizacional.
O líder dotado de uma aguda consciência social pode demonstrar grande astúcia política, mostrando-se capaz de identificar redes sociais cruciais e compreender as principais relações de poder.

Autocontrole.
Os líderes dotados de bom autocontrole emocional encontram maneiras de administrar seus impulsos e emoções mais perturbadores, e até de canalizá-los de forma proveitosa.

Transparência.
Os líderes transparentes põem seus valores em prática. A transparência — a exposição franca, perante os demais, de seus sentimentos, crenças e atos — possibilita a integridade. Assumem abertamente erros ou falhas e, em vez de fazer vista grossa para o comportamento antiético alheio, preferem confrontá-lo.

Empatia.
Os líderes empáticos conseguem entrar em sintonia com uma ampla variedade de sinais emocionais, o que lhes permite perceber as emoções sentidas, mas não ditas, por uma pessoa ou grupo.

Inspiração.
Os líderes inspiradores criam ressonância e instigam as pessoas com uma visão empolgante ou uma missão compartilhada. Fomentam um sentido de objetivo comum que vai além das tarefas cotidianas.

Desenvolvimento dos demais.
Os líderes hábeis no cultivo das habilidades alheias demonstram um interesse genuíno por aqueles que estão ajudando e compreendem suas metas e seus pontos fortes e fracos. Sabem como dar um feedback oportuno e construtivo, e são mentores ou coaches naturais.

Catalisação de mudanças.
Os líderes capazes de catalisar a mudança sabem não só reconhecer a necessidade de transformação como desafiar o status quo e bater-se pela nova ordem.