Vivara pretende precificar IPO em 22 de outubro

Operação envolve lotes primário e secundário e será coordenada por Itaú BBA, Bank of America Merrill Lynch e XP Investimentos

São Paulo — A Vivara, que se apresenta como maior rede de joalherias do Brasil, prevê precificar sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) em 22 de outubro, de acordo com o prospecto preliminar da operação divulgado nesta terça-feira, 20.

De acordo com o documento, a operação envolve lotes primário (ações novas, cujos recursos da venda vão para o caixa da empresa) e secundário (papéis detidos por atuais sócios), e será coordenada por Itaú BBA, Bank of America Merrill Lynch e XP Investimentos.

Ainda segundo o documento, os recursos que forem obtidos com a oferta primária serão usados para abertura de lojas, expansão de fábricas, lançamento de nova marca e investimento em tecnologia.

A empresa é dona das marcas Vivara, Life by Vivara, Vivara Watches, Vivara Fragrances e Vivara Accessories.

A Vivara afirma ainda no prospecto que em 2018 teve receita líquida de 1,1 bilhão de reais, Ebitda ajustado de 245,8 milhões de reais, margem Ebitda ajustado de 23,2%, lucro líquido de 198,4 milhões de reais e margem líquida ajustada de 18,7%.