Vetria prevê investir R$11,5 bi em projetos de jazida no MS

A empresa pretende agora produzir 27,5 milhões de toneladas anuais de minério de ferro com os projetos

Rio de Janeiro – A Vetria Mineração mira investimentos de 11,5 bilhões em projetos de sua jazida de minério de ferro em Corumbá (MS), após uma análise ter estimado um volume 10 vezes maior de recursos minerais no empreendimento do que inicialmente previsto.

A companhia, criada em parceria pelas empresas de logística ALL e Triunfo e pela Vetorial Mineração, informou que a jazida possui cerca de 10 bilhões de toneladas de recursos minerais inferidos, comparados com a estimativa inicial de 1 bilhão de toneladas informada no fim de 2011, segundo avaliação feita pela consultoria Coffey Mining.

Dessa forma, a Vetria alterou seu projeto inicial de 20 milhões para 27,5 milhões de toneladas anuais de minério de ferro, o que elevará os investimentos necessários para criação da solução integrada mina, ferrovia e porto em mais de 50 por cento.

“Este investimento equivale a aproximadamente 215 dólares por tonelada anual de minério de ferro, em linha com as projeções iniciais”, de acordo com fato relevante conjunto de ALL, Triunfo e Vetorial.

Os investimentos inicialmente estimados para esses projetos era de 7,6 bilhões de reais, segundo documento de 2011.

O teor médio de ferro estimado na jazida é de 46 por cento.

A Vetria foi criada para atuar na exploração, beneficiamento, transporte, comercialização e exportação de minério de ferro, através de investimentos em ampliação de capacidade da mina, infraestrutura para transporte rodante e construção de porto privado em Santos.

A ALL detém mais de 50 por cento da Vetria, seguida por Triunfo, com mais de 15 por cento, e acionistas da Vetorial, com mais de 33 por cento.