Vendas do Grupo Pão de Açúcar crescem 6% no 2º trimestre

Considerando o ajuste, o crescimento de receita líquida consolidada na comparação anual seria de 6,6%, informou o GPA

São Paulo – A receita líquida consolidada do Grupo Pão de Açúcar (GPA) no segundo trimestre de 2015 atingiu R$ 16,108 bilhões, crescimento de 6% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

A companhia divulgou ainda um crescimento ajustado a efeitos de calendário.

O GPA destacou que a base de comparação do desempenho no trimestre foi afetada pela Copa do Mundo, que ocorreu no mesmo período de 2014, e Páscoa, que concentrou parte das vendas no primeiro trimestre, enquanto, no ano anterior, ocorreu integralmente no segundo trimestre.

Considerando o ajuste, o crescimento de receita líquida consolidada na comparação anual seria de 6,6%, informou o GPA.

As vendas mesmas lojas consolidadas do grupo caíram 2,9% na mesma comparação, seguindo o critério ajustado. O indicador mesmas lojas considera apenas unidades abertas há mais de um ano.

Alimentos

Já o negócio de varejo alimentar do GPA, que inclui as bandeiras Extra, Pão de Açúcar e Assaí, teve receita líquida de R$ 8,953 bilhões de abril a junho, expansão de 6,4% ante os mesmos meses do ano anterior. No critério ajustado, o crescimento seria de 7,6%, informou a companhia.

As vendas mesmas lojas no varejo de alimentos do grupo cresceram 3% na comparação anual seguindo o critério ajustado.

O GPA não informou qual seria a taxa de crescimento sem o ajuste. O ritmo de expansão é próximo do reportado no primeiro trimestre, se também for considerado o ajuste, disse a companhia.

Nos três primeiros meses do ano, as vendas mesmas lojas haviam subido 3,1% no segmento alimentar.

O GPA afirmou que o desempenho nas vendas do negócio de alimentos foi “sólido”, principalmente na bandeira de atacado de autosserviço, o Assaí.

Segundo a empresa, houve também “manutenção de tendência de recuperação do fluxo de clientes e volumes no Multivarejo (Extra e Pão de Açúcar), refletindo a competitividade e dinâmicas comerciais assertivas adotadas principalmente na bandeira Extra”.

O GPA vem adotando um plano para recuperação das vendas na bandeira Extra, que envolve reformas sobretudo nos hipermercados da bandeira.

Foram reformadas 24 lojas da bandeira Extra no trimestre, sendo dois supermercados e 22 hipermercados, informou a companhia. “As lojas que passaram pelo processo de modernização apresentaram os primeiros sinais de recuperação nas vendas mesmas lojas”, diz o GPA.