Vendas de carros na Europa interrompem quedas mensais

Aumento nos licenciamentos de veículos na Europa foi de 1,8 % no mês passado, para 1,08 milhão de unidades

Frankfurt/Londres – As vendas de carros na Europa encerraram uma sequência de 18 meses consecutivos de quedas, mas alguns fatores não recorrentes sugerem que uma recuperação sustentada será difícil de ser alcançada.

Uma retomada nas vendas na Alemanha e Espanha além da continuação de uma demanda robusta na Inglaterra geraram um aumento de 1,8 % nos licenciamentos de veículos na Europa o mês passado, para 1,08 milhão de unidades.

Entretanto, os números divulgados pela associação de montadoras ACEA nesta sexta-feira foram impulsionados por dois dias úteis a mais de vendas em muitos mercados europeus por conta do feriado da Páscoa em março e base de comparação fraca com abril do ano passado.

A demanda por carros novos na Europa caiu para o menor nível em 17 anos em 2012, diante de alta taxa de desemprego na zona do euro, crédito restrito e famílias focadas em pagamento de dívidas.

Apesar da alta do mês passado, a ACEA afirmou que as vendas de abril representarem o terceiro pior nível de emplacamentos para o mês.

“As vendas de carros têm se mostrado tão fracas por tanto tempo que podem ter atingido o ponto mais baixo, mas tenho receio de chamar disso de ponto de virada porque os consumidores na maior parte da zona do euro continuam sob pressão”, disse Howard Archer, economista chefe para Europa da consultoria His.

“A Alemanha é o melhor mercado para se ver altas futuras nas vendas por os fundamentos econômicos para os consumidores lá, como nível de emprego elevado e crescimento de renda, estão melhores”, acrescentou.