Vale envia 300 mil toneladas de pelotas à Índia, diz fonte

As siderúrgicas da Índia estão atraindo mineradoras estrangeiras em consequência das recentes restrições à mineração no país

Bangalore – A Vale despachou cerca de 300 mil toneladas de pelotas de minério de ferro para grandes siderúrgicas indianas até agora em 2012, informou uma fonte da companhia nesta quinta-feira.

As siderúrgicas da Índia estão atraindo mineradoras estrangeiras em consequência das recentes restrições à mineração no país, tradicionalmente um importante produtor.

As operações no país foram reduzidas devido a uma proibição parcial de mineração no sul do Estado de Karnataka, empurrando muitos fabricantes de aço para operar abaixo da capacidade.

“Estamos muito otimistas… Teremos uma quantidade maior de pelotas de minério de ferro indo para os altos-fornos deles”, disse o representante da Vale, que pediu anonimato As exportações foram feitas a partir das operações da Vale em Omã e no Brasil, disse a fonte.

A unidade de Omã, que foi estabelecida em maio de 2011, tinha como foco inicial abastecer siderúrgicas no Oriente Médio, mas tem boa localização para atender ao mercado indiano, especialmente companhias baseadas na costa oeste da Índia, disse o executivo.

A Vale também planeja montar um centro de distribuição na Malásia para atender à demanda da China e da Índia.

A mineradora brasileira, a maior produtor de minério de ferro do mundo, vende cerca de 40 por cento da sua produção anual do produto (cerca de 300 milhões de toneladas) para a China e vê os embarques como a melhor maneira de competir com seus principais rivais australianas, BHP Billiton e Rio Tinto.

Carvão

A Vale também atende às demandas da Índia de carvão com suas minas na Austrália e Moçambique.

“A resposta tem sido muito boa e, lentamente, estamos aumentando nossa presença (no carvão)”, disse a fonte, acrescentando que clientes indianos estão fazendo compras repetidamente.

A empresa exporta principalmente carvão metalúrgico para a Índia, Japão, Coreia e Europa, e espera começar a enviar carvão térmico em 2014 depois de superar restrições de logística, disse a fonte.

A Índia, que possui a quinta maior reserva de carvão do mundo, importou cerca de 80 milhões de toneladas de carvão no ano passado para a produção de energia e esse número pode subir para 400 milhões de toneladas em 2030, de acordo com uma agência de pesquisas.