Vale anuncia prorrogação de negociação sobre Mariana

Em 2015, uma barragem em Mariana se rompeu provocando a morte de 19 pessoas e o maior desastre ambiental da história do Brasil

São Paulo – A Vale anunciou nesta segunda-feira que foi informada da decisão da Justiça de aceitar o pedido para prorrogação até o dia 20 de abril de 2018 para que a mineradora, a BHP Billiton Brasil e a Samarco — joint venture da Vale e BHP — cheguem a um acordo com o Ministério Público Federal sobre o acidente com uma barragem em Mariana (MG).

De acordo com a Vale, o acordo com o MPF “tratará, dentre outros assuntos, de questões relacionadas à governança para execução dos programas de recuperação” dos danos causados pelo desastre em Mariana.

“Durante este período, permanecerão suspensos os processos judiciais envolvendo as partes”, informou a Vale em fato relevante.

Em novembro de 2015 uma barragem administrada pela Samarco em Mariana se rompeu provocando a morte de 19 pessoas e o maior desastre ambiental da história do Brasil.