Uniqlo propõe três dias de folga semanal a seus funcionários

O comércio no Japão tem dificuldades para encontrar mão de obra devido a crescente demanda, diversas lojas exibem cartazes com oferta de emprego nas vitrines

A rede japonesa de moda Uniqlo proporá a seus funcionários uma semana de quatro dias de trabalho, para que tenham outros três dias de convívio familiar, informou nesta quinta-feira um porta-voz do grupo.

“Trata-se de atrair pessoal e conservá-lo”, explicou o porta-voz à AFP.

O comércio no Japão tem dificuldades para encontrar mão de obra devido a crescente demanda, e numerosas lojas exibem cartazes com oferta de emprego em suas vitrines.

O sistema de três folgas por semana, que deve vigorar a partir de outubro, não terá redução salarial, mas prevê um aumento do período diário de trabalho de 8 para 10 horas.

Os dias de folga cairão, essencialmente, durante a semana, para garantir pessoal suficiente nos sábados e domingos, quando há maior movimento.

Uniqlo, que engloba o grupo Fast Retailing, a princípio proporá os três dias de folga a cerca de 10 mil funcionários de suas mais de 840 lojas no Japão, antes de ampliar o esquema.