UniCredit sobe dividendo e quer reduzir empréstimos inadimplentes

Maior banco da Itália em ativos afirmou que elevará seu dividendo para 2019, a ser pago em 2020, de 20% para 30%

Roma – O UniCredit informou nesta terça-feira que elevará o dividendo para seus acionistas a partir de 2019 e anunciou também a redução progressiva de sua carteira de empréstimos inadimplentes até 2025.

O maior banco da Itália em ativos afirmou que elevará seu dividendo para 2019, a ser pago em 2020, de 20% para 30%.

Além disso, pretende elevar a proporção do dividendo para até 50%, conforme o impacto de ventos contrários regulatórios seja absorvido.

O banco disse esperar agora superar sua meta bruta de corte na exposição a empréstimos inadimplentes, projetando agora que eles recuem mais 4 bilhões de euros (US$ 4,72 bilhões).

O banco agora prevê que esses empréstimos representem 40,3 bilhões de euros em 2019, de 77,8 bilhões de euros em 2015.

Após os anúncios, a ação do UniCredit avançava 0,63% na Bolsa de Milão, às 7h40 (de Brasília). Fonte: Dow Jones Newswires.