Um final para a novela dos bancos

Pode estar próximo do fim o arrastado processo de liquidação dos bancos Econômico, Bamerindus e Nacional, cujos ex-controladores são Angelo Calmon de Sá, José Eduardo Andrade Vieira e Marcos Magalhães Pinto, respectivamente.

O Banco Central vem discutindo uma maneira de acelerar o acerto de contas de seus ex-controladores com os cofres públicos se possível ainda neste semestre. A solução passa pela venda em leilão dos bens hoje indisponíveis, diz Carlos Eduardo de Freitas, diretor de privatização do BC.

Fazendas, imóveis urbanos e participações em empresas poderão contar para reduzir o rombo dos três bancos, estimado em 6 bilhões de reais. O BC quer fazer um leilão para evitar contestações jurídicas. Os controladores poderão fazer lances para manter o controle de seus bens e terão seus direitos preservados , diz Freitas.