Truco! Centauro sobe oferta e avalia Netshoes em US$ 127,3 milhões

Em comunicado divulgado na noite de hoje, a empresa faz nova oferta pela varejista online, de 4,10 dólares por ação

A varejista de artigos esportivos Centauro aumentou mais uma vez sua oferta pela Netshoes, numa briga que parece não ter mais fim. Em comunicado divulgado na noite de hoje, a empresa faz nova oferta pela varejista online, de 4,10 dólares por ação, colocando o valor de mercado da Netshoes em 127,3 milhões de dólares. Do outro lado da disputa está o Magazine Luiza, que havia fechado acordo com a Netshoes na noite de ontem.

Em comunicado divulgado ao mercado na manhã de hoje, a Netshoes anunciou um acordo para venda de suas operações ao Magazine Luiza. Pelo texto divulgado, o Magalu concordava em igualar a oferta anterior feita pela Centauro, de 3,70 dólares por ação, colocando o valor de mercado da Netshoes em 115 milhões de dólares.

O acordo fixou uma multa de 6 milhões de dólares para o caso de cancelamento. Ou seja, os acionistas da Netshoes têm uma barreira para vetar, na assembleia marcada para amanhã, a oferta do Magazine Luiza. Pelo comunicado, o conselho de administração da Netshoes volta a reiterar aos demais acionistas da varejista seu desejo de venda para o Magazine Luiza, e não para a Centauro.

A instituição da multa foi vista com espanto por executivos e acionistas que acompanham a disputa. “Não há motivo para dificultar que outros briguem pelo preço. Parece uma tentativa de interromper a briga de preço que é benéfica para o acionista”, diz uma fonte.

Com a nova oferta da Centauro, que avalia a Netshoes em 127,3 milhões, a decisão dos acionistas amanhã ganha um tempero a mais. Se optarem por manter o acordo feito pelo conselho da Netshoes com o Magalu, deixarão 6,3 milhões na mesa, já contando a multa. Um detalhe: com a possibilidade de voto à distância antes da data da assembleia, acionistas podem já ter votado sem acesso às últimas propostas.

No comunicado ao mercado, a Centauro comenta o acordo firmado com a concorrente e entende que “apresenta significativo sobrevalor sobre o preço por ação atualmente oferecido pela Magazine Luiza e não oferece riscos atinentes ao fluxo de caixa operacional e à condição financeira da Netshoes”.

A varejista pontua ainda decisão do Cade, que decidiu avaliar a proposta da Cenatuaro em rito sumário, ou seja, num prazo de até 30 dias, o mesmo apontado como necessário para avaliar a oferta do Magazine Luiza. Reforça também que os termos de sua proposta anterior continuam. A Centauro havia oferecido um empréstimo de 120 milhões de reais à Netshoes como reforço do caixa para capital de giro, para dirimir o temor dos acionistas de que a companhia fique sem caixa até o fim da análise da transação.

A guerra de ofertas tem feito muito bem aos acionistas da Netshoes, que já viram suas ações subirem mais de 50% em 45 dias. Em 29 de abril, o Magazine Luiza iniciou a contenda com uma oferta de 2 dólares por ação para a Netshoes (cerca de 62 milhões de dólares). Quando a oferta do Magazine Luiza chegou a 87 milhões de dólares, o conselho da Netshoes recomendou aos acionistas que aprovassem a venda por este valor, no dia 26 de maio.

Mas a Centauro continuou elevando a mão, para 109 milhões e depois para 115 milhões, ou 3,70 dólares por ação, nesta quarta-feira, forçando a nova oferta do Magazine Luiza. A proposta desta quinta-feira esquenta ainda mais a disputa.