TripAdvisor cresce com reservas de restaurantes com até 50% de desconto

Com aquisição do Restorando pela divisão de reservas The Fork, TripAdvisor expande atuação na América Latina

O TripAdvisor, empresa global de avaliações de hotéis, restaurantes e passeios, fortalece sua presença na América Latina. A sua divisão de avaliações e reservas de restaurantes, o TheFork, adquiriu o rival Restorando e chegou a 18 cidades em oito países na região.

A aquisição consolida a liderança do TheFork na região e adiciona 3.500 restaurantes à plataforma, totalizando mais de 60 mil estabelecimentos que podem ser reservados pelo mundo. No Brasil, a plataforma passa de 1.400 restaurantes para mais de 2 mil.

No curto prazo, a plataforma continuará operando como Restorando, mas acabará mudando para TheFork nos próximos meses. Enquanto o TheFork tem 21 milhões de visitas mensais, o Restorando é acessado por 4,5 milhões de pessoas.

A empresa permite que consumidores façam reservas em restaurantes como Figueira Rubayat, Sal Gastronomia, Dalva e Dito, Varanda, Coco Bambu e Applebee’s com descontos de 30% a 50%.

Para o restaurante, a vantagem é atrair consumidores em horários nos quais, normalmente, as mesas estariam vazias. “Restaurantes são como companhias aéreas. Se há lugares vazios, está perdendo dinheiro, por isso faz sentido oferecer descontos”, afirma Ricardo Sécio, diretor geral do TheFork no país. A companhia ganha uma comissão das reservas feitas por sua plataforma.

Com dados de 21 milhões de usuários mensais no mundo, a plataforma consegue entender quais são os horários em que as mesas são menos disputadas e, assim, aumentar a taxa de ocupação do restaurante.

A companhia também oferece um sistema de gestão para os restaurantes, com centralização de reservas, mapa das mesas, gestão de fila de espera e ferramentas de CRM, como envio de emails e SMS, gestão de menus e site para o restaurante.

Para o TripAdvisor, a aquisição fortalece uma de suas divisões de maior crescimento.

Entre os negócios da empresa de viagens, restaurantes e experiências são as modalidades de maior crescimento. Juntas, representaram 28% do faturamento de 2018, contra 20% há dois anos.  O faturamento do segmento não hoteleiro foi de 458 milhões de dólares, crescimento de 27% sobre o ano anterior, enquanto a divisão de hotéis encolheu 3% no ano.

O TripAdvisor apresentou faturamento de 1,6 bilhão de dólares em 2018. Tem 490 milhões de usuários únicos por mês e mais de 730 milhões de avaliações.

Ricardo Sécio, diretor geral da The Fork no Brasil, empresa do TripAdvisor Ricardo Sécio, diretor geral da The Fork no Brasil, empresa do TripAdvisor

Ricardo Sécio, diretor geral da The Fork no Brasil, empresa do TripAdvisor (TheFork/Divulgação)

Freio na expansão

Presente também na Europa e Austrália, a companhia tinha uma presença tímida na América Latina, região liderada pelo até então concorrente Restorando. Ainda que tenha assumido a liderança na região, há muito espaço para crescer. No Brasil, a empresa está presente em 10 cidades, com a maior oferta em São Paulo.

Por enquanto, não há planos agressivos de expansão. Para entrar na plataforma de reservas, o restaurante precisa passar por treinamentos online ou presenciais sobre o uso do sistema e atendimento dos clientes, o que limita a velocidade da expansão.

O TheFork nasceu em 2007 e, por meio de nove aquisições nos últimos cinco anos, chegou a em 18 países. Foi adquirido pelo TripAdvisor em 2014, por cerca de 140 milhões de dólares de acordo com o TechCrunch. A empresa não confirma o valor da transação. No Brasil, está presente desde 2015, por meio da aquisição da da Best Tables, empresa portuguesa criada por Ricardo Sécio, hoje diretor geral da TheFork no país.