Trabalhadores da Vale em Moçambique entram em greve

Segundo agência, 1.400 trabalhadores entraram em greve porque a Vale cortou o pagamento de participação nos lucros

Maputo – Trabalhadores da mina de carvão da Vale em Moatize, Moçambique, entraram em greve na terça-feira devido a uma disputa sobre o pagamento de bônus nos salários, disse a empresa nesta quarta-feira.

Mais cedo, uma agência estatal de notícias, disse que 1.400 trabalhadores entraram em greve porque a Vale cortou o pagamento de participação nos lucros, conhecido como “remuneração variável”, que a empresa diz pagar apenas se conseguir bons resultados financeiros.

A Vale disse que nenhum empregado recebeu o bônus porque a companhia não obteve a performance necessária no ano passado, devido à queda nos preços globais de commodities.