Toyota pede desculpas aos pilotos após desqualificações

Os carros que foram conduzidos nas 6 Horas de Silverstone foram desqualificados por irregularidades no fundo plano

Madri – O presidente da Toyota Motor Corporation, Akio Toyoda, se desculpou nesta terça-feira com os seis pilotos que competiram nas 6 Horas de Silverstone “por não poder ter feito um carro com o qual pudessem ganhar”.

O carro número 8, guiado pelo espanhol Fernando Alonso, o suíço Sebastien Buemi e o japonês Kazuki Nakajima, e o número 7, pilotado pelo inglês Mike Conway, o japonês Kamui Kobayashi e o argentino José María López, foram desqualificados por irregularidades no fundo plano.

O veículo de Alonso chegou a vencer a prova, mas os resultados da equipe foram anulados. O triunfo ficou com o carro Rebellion número 3, do francês Thomas Laurent, do americano Gustavo Menezes e do suíço Mathias Beche.

“Todos os nossos pilotos levaram nossos carros até a sua máxima potência e a luta pela vitória foi realmente emocionante para os torcedores, por isso me sinto realmente decepcionado por ter perdido o resultado. Gostaria de pedir desculpas aos nossos seis pilotos por não poder ter feito um carro com o qual pudessem ganhar”, disse Akio Toyoda.

Em comunicado, o presidente da empresa se comprometeu a oferecer aos pilotos dois carros “ainda mais fortes para a próxima corrida”, que será disputada no circuito de Fuji no dia 14 de outubro.