Toyota pagará US$ 1,2 bi para encerrar investigação nos EUA

Autoridades disseram que o acordo é a punição mais alta desse tipo já imposta a uma fabricante de automóveis

Nova York – O Departamento de Justiça dos EUA anunciou um acordo de US$ 1,2 bilhão com a Toyota, encerrando uma investigação criminal de quatro anos sobre a forma como a montadora japonesa tratou alegações de que alguns de seus carros aceleravam apesar das tentativas dos motoristas de freá-los.

Autoridades disseram que o acordo é a punição mais alta desse tipo já imposta a uma fabricante de automóveis.

Em entrevista à imprensa para anunciar o acordo, o procurador-geral Eric Holder classificou a conduta da Toyota de “vergonhosa” e disse que a montadora intencionalmente escondeu informações sobre segurança e enganou os motoristas com relação aos problemas com seus carros.

“A Toyota enfrentou uma emergência de segurança pública como se ela fosse simplesmente um problema de relações públicas”, disse Holder.

O diretor jurídico da Toyota na América do Norte, Christopher P. Reynolds, afirmou em um comunicado à imprensa que a companhia tomou medidas para melhorar a resposta às preocupações dos consumidores.

“Entrar nesse acordo, embora difícil, é um grande passo na direção de deixar esse capítulo infeliz para trás”, declarou. Fonte: Dow Jones Newswires.