Toyota apresenta ao governo ideias para produção

O objetivo é incentivar a produção e venda de veículos híbridos no país

Brasília – O vice-presidente executivo da Toyota, Luiz Carlos Andrade, apresentou nesta terça-feira, 15, ao Ministério da Fazenda propostas para incentivar a produção e venda de veículos híbridos no país.

Ele se reuniu com o secretário de Política Econômica, Márcio Holland. Ao final do encontro, Andrade afirmou que não poderia dar detalhes das alternativas apresentadas pela montadora.

“Tivemos uma conversa exploratória a respeito das possibilidades de a gente vir a produzir o veículo híbrido no país”, disse. “Viemos apresentar algumas alternativas e ouvir do governo como ele recebe uma iniciativa como essa. Nesse momento, eles ouviram e se comprometeram a examinar para termos uma nova conversa.”

Em julho, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) pediu ao governo a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para importação de uma cota de automóveis híbridos e elétricos até 2017. Hoje, o IPI para esse tipo de veículo é de 25%. Andrade afirmou hoje que “a ideia inicial e viável” seria primeiro importar, para depois pensar em um processo de montagem e produção.

Atualmente o veículo híbrido é produzido apenas na Ásia pela empresa – fabricado no Japão e montado na China e na Tailândia. A tecnologia híbrida inclui, por exemplo, carros com motor elétrico acoplado a motor a combustão ou mesmo aqueles que são carregados na tomada. A Toyota possui hoje três fábricas de veículos com motor a combustão em São Paulo.