Toshiba diz que não considera acabar com produção de PCs

Reportagem de jornal havia dito que conglomerado japonês estaria planejando retirar-se do segmento de PCs após escândalo contábil

Tóquio – A Toshiba disse nesta terça-feira que não está considerando suspender sua produção de computadores pessoais (PC, na sigla em inglês) e vender a fábrica de Hangzhou, na China.

O comentário, feito por um porta-voz da Toshiba, se seguiu a uma reportagem do jornal Sankei de que o conglomerado japonês estaria planejando retirar-se do segmento de PCs enquanto reestrutura seu negócio após um enorme escândalo contábil.

O Sankei disse que a Toshiba, Fujitsu e VAIO estão em negociações para fundir seus negócios de PC. A Toshiba vai consignar a produção de sua marca Dynabook para as fábricas da Fujitsu e da VAIO, enquanto foca em design e desenvolvimento, ajudando a cortar custos, disse o jornal.

Mais informações em instantes.