Toshiba cancela dividendo e retrai projeção por escândalo

Anúncio de segundo escândalo contábil da companhia em menos de dois anos veio após o fechamento do mercado em Tóquio

Tóquio – O conglomerado industrial japonês Toshiba cancelou um pagamento de dividendos e retirou a perspectiva de lucro, enquanto amplia uma investigação sobre irregularidades contábeis que começou no mês passado.

O anúncio da investigação ampliada sobre a contabilidade, o segundo escândalo contábil da companhia em menos de dois anos, veio após o fechamento do mercado em Tóquio.

As ações da Toshiba listadas em Frankfurt despencavam 6,7 por cento.

A Toshiba disse que um inquérito interno descobriu casos em que os custos de construção de projetos de infraestrutura eram registrados a menor e os prejuízos com obras de construção eram contabilizados inadequadamente.

Como consequência da investigação ampliada, a Toshiba disse que não seria capaz de anunciar os resultados financeiros do último ano fiscal, encerrado em março, até junho ou depois.

A empresa normalmente teria divulgado os resultados nesta semana.

A empresa se desculpou com acionistas por não ser capaz de pagar o dividendo anual, uma vez que perderá sua data de fechamento contábil.

A companhia havia pago um dividendo anual de 8 ienes no ano passado.